quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Unilab e Iphan discutem projetos para comunidade quilombola

A Unilab da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) esteve presente em reunião ocorrida na última semana no Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), para discutir a articulação de projetos do Instituto e da Universidade focados na comunidade quilombola residente na Serra do Evaristo, em Baturité.


Durante o encontro, Verônica Pontes, arqueóloga do Iphan, deu detalhes acerca do projeto de escavação que o Iphan realizará na Serra do Evaristo. No local, moradores encontraram urnas funerárias de argila, presumivelmente utilizadas por comunidades indígenas que lá residiram há muito tempo. Segundo a arqueóloga, o processo compreende a escavação, a análise laboratorial do material escavado, a documentação técnica de todo o trabalho, e a conseqüente divulgação dos resultados. Durante a escavação, o Iphan envolverá os jovens da comunidade oferecendo bolsas de trabalho para que eles auxiliem a equipe do Instituto.
A professora Elza Braga, professora da Unilab, e Batista Santos, representante da comunidade, aproveitaram para falar sobre as expectativas da comunidade e do projeto de ambos que consiste em realizar vídeos e cartilhas sobre a comunidade, sempre buscando envolver os jovens do lugar num processo participativo. A ideia, de acordo com Elza Braga, é resgatar o patrimônio cultural, a identidade, a memória da comunidade.
Ao final da reunião, o grupo acordou o agendamento de uma nova reunião, ainda sem data definida, mas que deverá ser realizada no campus da Liberdade, em Redenção, ou em Baturité.

Fonte:
Unilab

Nenhum comentário: