sábado, 13 de agosto de 2011

Economias africanas vão continuar a crescer

“África está a crescer a um ritmo não visto desde o período pós independências, sendo o crescimento do Produto Interno Bruto bem acima dos cinco por cento.”
Washington - A economia moçambicana cresceu 7,1 por cento no primeiro semestre deste ano, crescimento que foi alcançado apesar dos choques externos da economia mundial.
De facto, muitos analistas afirmam que a instabilidade nos mercados financeiros nos últimos dias não deverá ter efeitos negativos em África.
Anthony Carrol, um consultor sobre comércio e investimentos que há mais de três décadas trabalha em África, disse que esta é a oportunidade boa para investidores individuais ou de companhias colocarem dinheiro em África.
“África está a crescer a um ritmo não visto desde o período pós independências, sendo o crescimento do Produto Interno Bruto bem acima dos cinco por cento,” disse Carrol que recordou que a companhia de investimentos Goldman Sachs prevê que 8 das 11 economias em crescimentos nos próximos dez anos serão em África.
“O Banco Mundial diz que 4,7% dos investimentos globais vão agora para África, uma subida grande se levarmos em conta que em 2000 era menos de um por cento,” acrescentou.
O Banco de Desenvolvimento Africano prevê com efeito um crescimento médio em África de 6,5% no próximo ano apesar das recentes quedas nos mercados globais.
A companhia de investimentos Ernst and Young prevê que o investimento directo estrangeiro em África poderá alcançar 150.000 milhões de dólares até 2015 quando o ano passado foi de 84.000 milhões.
A queda dos últimos dias nas bolsas de valor afectou também as principais bolsas em África.
Mas muitos economistas afirmam que embora as grandes economias do mundo continuem em dificuldades a curto prazo, não há qualquer sinal que as economias africanas estejam a abrandar. As informações são da VOA.

Fonte e foto ; AFRICA 21

Nenhum comentário: