quinta-feira, 20 de junho de 2013

Propostas de políticas de educação quilombola podem ser apresentadas até 30 de junho

Iniciativas voltadas à implementação de políticas de educação nas comunidades quilombolas certificadas devem ser inscritas no Módulo PAR (Plano de Ações Articuladas) do Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças (SIMEC) do MEC
Gestores estaduais, municipais e do Distrito Federal têm até o dia 30 de junho para incluir no Módulo PAR (Plano de Ações Articuladas) do Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças (SIMEC) do Ministério da Educação, iniciativas voltadas à implementação de políticas de educação nas comunidades quilombolas certificadas.
O aviso está sendo passado pela Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais (Secomt) da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), por meio de correspondências enviadas a gestores públicos de todo o país.
O objetivo é sublinhar a importância da participação no processo para garantir o acesso às políticas públicas em educação em áreas identificadas de remanescentes de quilombos. 

Fonte: SEPPIR
Foto; Mônica Aguiar

Nenhum comentário: