quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Quilombolas pedem no Palácio do Planalto agilidade na titulação de terras em Minas


Brasília
O decreto está na Casa Civil e aguarda a assinatura da presidenta Dilma Rousseff. Em um manifesto distribuído pelo grupo de quilombolas, eles reclamam da demora na tramitação do processo e relatam que por não terem a posse da terra ficam expostos à violência de grileiros e latifundiários que ocupam o território.
“Queremos a agilização do processo de titulação dos territórios quilombolas e a garantia de aplicação do orçamento destinado a essa finalidade”, disse o representante da Pastoral da Terra do Maranhão, Inaldo Cerejo, que acompanhou a mobilização dos quilombolas de Minas Gerais.
O secretário nacional de Articulação Social da Secretaria-Geral da Presidência, Paulo Maltos, conversou com os representantes dos quilombolas e disse que o decreto já está pronto e que o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, vai se empenhar para atender ao pedido do grupo. Segundo ele, Carvalho vai conversar ao longo do dia com a presidenta Dilma Rousseff e com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e amanhã vai recebê-los. “Enquanto estão sem área, eles ficam fragilizados e expostos a ações de pistoleiros”, explicou Paulo Maltos.
 Representantes de um grupo de quilombolas de Minas Gerais acorrentaram-se hoje (29) a uma placa em frente ao Palácio do Planalto para pedir a assinatura de um decreto de desapropriação do território da comunidade Brejo dos Crioulos, no norte do estado. Eles querem receber a titulação da terra.


Fonte:Agênciabrasil

Nenhum comentário: