sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Agricultura abre portas a jovens jamaicanos

 
Divulgação/PNUDJovens e desempregados de quatro áreas pobres da Jamaica estão recebendo capacitação em técnicas de cultivo e produção de alimentos com o objetivo de aumentar as oportunidades de trabalho na agricultura e na agroindústria. Através de uma parceria de três anos entre o governo local e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), os jovens recebem o apoio no aprendizado do processamento de frutas e sucos de vegetais, ervas e gengibre em pó para a produção de frutos secos, doces, carnes e mel.
“Este projeto oferece não só conhecimentos técnicos e treinamento, mas também instalações e equipamentos, o que teria sido difícil para eles conseguirem”, disse Machel Stewart, assessor de programas de combate à pobreza do PNUD.
O projeto Emprego para a Juventude Rural também envolve workshops e dias de carreiras com apresentações de agricultores e profissionais do agronegócio de todo o país. Atualmente, quase um terço dos jamaicanos entre 15 e 29 anos estão desempregados.
“A agricultura traz benefícios para a minha família e para o mundo inteiro”, disse um estudante de 15 anos que sonha em ter uma fazenda em Saint Thomas, uma das áreas mais subdesenvolvidas da ilha, com altos níveis de desemprego, pobreza e casos de gravidez precoce. “Isto também nos ajuda a gastar menos dinheiro, porque nós produzimos o que comemos”, acrescentou.
Mais de 360 estudantes do ensino médio, 60% dos quais mulheres, participaram dos dias de carreira em agricultura. Além disso, 114 jovens líderes comunitários frequentaram workshops sobre liderança, formação de equipe, captação e gestão de recursos, planejamento de eventos e segurança. Ao todo, a iniciativa já beneficiou cerca de 650 pessoas.

Fonte, foto e texto : PNDU

Nenhum comentário: