sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Inscrições abertas para o Prêmio Equatorial

Divulgação/PNUDIniciativa reconhece o trabalho de comunidades que contribuem para a conservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Equatorial 2012. A iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) premia comunidades que contribuem para a conservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. As candidaturas podem ser feitas pelo site http://www.equatorinitiative.org/index.php?option=com_content&view=article&id=663:ep2012intro&catid=186:ep2012&Itemid=756  
 
  até o próximo dia 31 de outubro.
 
Podem participar os 146 países que recebem apoio do PNUD, o que torna este um prêmio verdadeiramente global para as melhores práticas locais. Os premiados desta edição participarão da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que será realizada em junho do próximo ano no Brasil.
“Esperamos encontrar exemplos inspiradores de soluções de desenvolvimento sustentável de comunidades locais que melhorem tanto a vida das pessoas quanto o meio ambiente”, explica Veerle Vandeweerd, diretora do grupo para questões de Energia e Meio Ambiente do PNUD. “O acesso a água e energia, a segurança alimentar e a adaptação às mudanças climáticas são os desafios de desenvolvimento que devemos enfrentar”, acrescentou, ao destacar que os novos prêmios temáticos darão ênfase às “comunidades que se adaptarem ao desenvolvimento sustentável.”
Já ganharam o prêmio organizações de base que trabalham para melhorar o bem-estar e a qualidade de vida das populações locais, protegendo o meio ambiente através de ações como manejo florestal comunitário, pesca em pequena escala, proteção da vida silvestre, bancos de sementes, energia sustentável e acesso à água.
Diversas iniciativas brasileiras integram o rol de vencedores: Associação dos Pequenos Agrossilvicultores do Projeto Reca e Carnaúba Viva (2010); Cooperativa Agroextrativista Yawanawa e Polo de Proteção da Biodiversidade e Uso Sustentável dos Recursos Naturais (2008); FrutaSã (2006); Sociedade Civil Mamirau (2004); Projeto Couro Vegetal da Amazônia, Cooperativa de Produtores de Ostras Cananéia, Bolsa Amazônia e Associação Vida Verde da Amazônia (2002).
Os 25 ganhadores do prêmio receberão US$ 5 mil. Dez deles serão nomeados para receber um reconhecimento especial e ganharão um total de US$ 20 mil. Os representantes das comunidades vencedoras participarão ainda do “Espaço de Diálogo” durante a Rio+20, onde serão homenageados e reconhecidos como líderes em suas respectivas áreas.

Fonte , texto e  foto : PNDU

Nenhum comentário: