domingo, 11 de setembro de 2011

Presidenta da Libéria chega hoje a Angola

 "Em 2010 foi considerada pela revista "Newsweek" uma das melhores líderes do mundo"



A Presidenta da Libéria, Ellen Jonhson-Sirleaf, chega esta tarde a Luanda, para uma visita oficial de 48 horas a Angola, no quadro do reforço da cooperação entre os dois países.
Ellen Jonhson-Sirleaf, que vem pela primeira vez a Angola com uma importante delegação do seu país, é recebida no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chikoti.
Segundo uma nota do Ministério das Relações Exteriores, o seu programa inclui a deposição de uma coroa de flores, hoje, no monumento a Agostinho Neto, no Largo da Independência. Amanhã, a Presidenta da Libéria será recebida no Palácio da Cidade Alta pelo Presidente José Eduardo dos Santos com honras militares, ao que se seguirão as conversações oficiais entre delegações dos dois países.
Consta ainda no programa,  visitas à Cidade do Kilamba e à base de logística da Sonangol, Sonils.
Nascida a 29 de Outubro de 1938, Ellen Johnson-Sirleaf é a 24ª Presidenta da História da Libéria, tendo sido ministra das Finanças no governo do Presidente William Tolbert Júnior até 1980, quando sucedeu o golpe de Estado que resultou no assassinato do Presidente.
A Presidenta Ellen Johnson-Sirleaf no ano passado, dirigindo-se à Assembleia-geral da ONU, dizia que o quadro em que se encontrava o seu país, pouco depois de ter ­assumido a chefia do Estado, era caracterizado por sintomas de duas décadas de auto-destruição, uma economia em colapso, sufocada pela dívida externa, instituições disfuncionais, infra-estruturas destruídas e um povo desesperado.  A Libéria está a ser bem sucedida nos esforços de reconstrução e recuperação, na medida em que a sua economia passou a crescer a uma taxa média anual de 6,5 por cento, apesar da crise económica mundial.
A Libéria abriu a economia para colocar o sector privado no centro de desenvolvimento e atraiu 16 mil milhões de dólares em investimentos privados para reactivar os sectores da agricultura, mineiro e florestal. O potencial petrolífero, uma área em que o papel de Angola vai ser aproveitado, começou recentemente a ser explorado.
Desde a chegada ao poder de Ellen Johnson-Sirleaf, a Libéria passou a promover gestos de convivência pacífica e o respeito pela integridade da soberania dos países vizinhos.  Em 2010, a “Newsweek” considerou-a uma das melhores ­líderes do mundo.

Fonte : O SAPO
Foto :AFP

Nenhum comentário: