segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Moradores da Ilha de Maré recebem oficinas gratuitas de formação em direitos sexuais e reprodutivos e saúde materna

Atividades serão realizadas em 28 e 29 de setembro e visam sensibilizar e orientar homens e mulheres a reconhecerem as temáticas e
tornarem-se multiplicadores na comunidade


Cerca de 50 moradores e moradoras da Ilha de Maré, pertencentes a lideranças e/ou iniciativas comunitárias, terão a oportunidade de participar de duas Oficinas de Formação de Multiplicadores em Direitos Sexuais e Reprodutivos e Promoção da Saúde Materna. As atividades serão realizadas nos dias 28 e 29 de setembro, com o objetivo de sensibilizar e orientar homens e mulheres a reconhecerem estas temáticas e tornarem-se multiplicadores.A Ilha de Maré está situada na Baía de Todos os Santos, próximo a Salvador (Bahia).
As oficinas promovidas pela ASPERS/S MS integram o Plano de Trabalho Anual da cooperação estabelecida entre a Prefeitura Municipal de Salvador (PMS) e o UNFPA, Fundo de População das Nações Unidas, que conta ainda com ações realizadas pelas Secretarias de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SECULT); de Reparação (SEMUR); Assessoria de Relações Internacionais (ARI); e a Superintendência de Políticas para as Mulheres (SPM).
A iniciativa terá momentos de integração, trabalhos em grupos e a exposição dialogada do facilitador e dos participantes, que serão estimulados a trocar informações com base nos dados trazidos pelas vivências da população na comunidade. “A ilha foi escolhida pelo fato de que a saúde da população negra passa também por reconhecer as culturas das áreas remanescentes de quilombo. Já existe um trabalho de sensibilização por parte das parteiras e uma integração da equipe de saúde com a cultura local. É a possibilidade de fortalecer a interlocução da saúde oficial com o saber tradicional”, destacou Silvia Augusto, assistente social e coordenadora da Assessoria de Promoção da Equidade Racial (ASPERS) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).



Sugestões de fonte para entrevista:

 
Fonte: UNFPA
Silvia Augusto |Contato: 71 3186-1103
E-mail: spn.saude@salvador.ba.gov.br

Nenhum comentário: