segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Seminário debate Promoção da Igualdade Racial no Contexto dos Grandes Eventos Esportivos

“Promoção da Igualdade Racial no Contexto dos Grandes Eventos Esportivos”, esse é o tema do seminário que vai ocorrer hoje 03 de outubro no Hotel Pestana, Espaço Gregório de Matos,  para discutir quais as ações e as estratégias serão adotadas pelos gestores públicos, empresários e sociedade civil, para garantir a participação da população negra no contexto dos dois megaeventos esportivos que serão sediados no Brasil: A Copa 2014 e as Olimpíadas 2016.
O  seminário debate o legado social destes eventos e levanta as medidas que deverão ser implementadas na capacitação e geração de emprego e renda, com o objetivo de contribuir com a formação profissional dos afrodescendentes, considerando que os acontecimentos que estão por vir, constituem-se como possibilidades concretas de ações de promoção da igualdade racial.
O encontro é promovido pelo Governo do Estado da Bahia, através da Secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), juntamente com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e o Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro.
Esta presente no evento, além do Governador Jaques Wagner, a ministra da SEPPIR, Luiza Bairros e o ministro do Esporte, Orlando Silva, a ex-Prefeita de Atlanta Shirley Franklin, que proferirá a palestra “Promovendo o Empreendedorismo e a Inclusão Racial: O caso das Olimpíadas de Atlanta”, o conselheiro da Embaixada dos EUA, John Matel, o presidente do Conselho da Região Metropolitana de Atlanta, John Eaves, o Secretário da Sepromi, Elias Sampaio e outras lideranças da sociedade civil e do governo.
Na oportunidade, ocorrerá a assinatura de um protocolo de intenções, entre o Governo Federal e o Governo Estadual para Promoção da Igualdade Racial no Contexto dos Grandes Eventos Esportivos, a fim de garantir a implementação de ações conjuntas que assegurem iniciativas e estratégias de inclusão da população negra, nas atividades decorrentes dos eventos esportivos mundiais.
Essa atividade é uma das iniciativas do Plano de Ação Conjunto Brasil-EUA Para Promoção da Igualdade Étnica e Racial (JAPER) e faz parte das ações do Ano Internacional dos Afrodescendentes, no qual terá seu ápice em Novembro, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) promoverá em Salvador, o Encontro Ibero-Americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes, em que a presidenta Dilma Rousseff  e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, com mais 15 chefes de Estado, irão carimbar decisões conjuntas  deliberadas, sobre os seguintes temas: infância e juventude negra, continuidade cultural e preservação da vida.

Fonte:CORREIONAGÔ

Um comentário:

Mirna disse...

É ótimo que podemos falar de inclusão no esporte. A beleza está dentro de cada pessoa, não deve discriminar ninguém. Somos todos diferentes. Ninguém é mais bonito que o outro.