domingo, 9 de outubro de 2011

Dilma cumprimenta ativistas africanas por Nobel da Paz

por Yara Aquino



A presidenta Dilma Rousseff divulgou hoje (8) nota cumprimentando as ativistas africanas, ganhadoras do Prêmio Nobel da Paz 2011. Dilma diz ter recebido com “grande satisfação” a notícia da escolha das três mulheres para compartilhar o prêmio e citou as realizações de cada uma.
As vencedoras que compartilham o prêmio são a presidente da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf, a ativista Leymah Gbowee e a jornalista e ativista iemenita Tawakkul Karman. A decisão foi anunciada ontem (7) pelo Comitê Norueguês do Nobel, em Oslo.
Johnson-Sirleaf e Gbowee foram escolhidas por mobilizarem mulheres liberianas contra a guerra civil no país, enquanto Karman foi premiada por sua luta pelos direitos das mulheres e pela democracia no Iêmen.
Na nota, a presidenta Dilma destaca características da atuação das premiadas como a luta pela promoção da paz, da democracia e dos direitos da mulheres.
Ao anunciar as premiadas, o Comitê Norueguês do Nobel disse que a esperança é que a escolha faça com que as três mulheres “ajudem a pôr um fim à repressão às mulheres existente em muitos países e a perceber o grande potencial para a democracia e a paz que as mulheres representam”.


Repórter da Agência Brasil

Nenhum comentário: