quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Mobilização Pró-Saúde da População Negra

27 de Outubro, dia da  Mobilização Nacional, pro Saúde da População Negra .

As Redes sociais, tem construidos neste período, diversas agendas no pais, que  dialogam com  a sociedade  sobre a existência de práticas e comportamentos discriminatórios,  nos serviços de atenção a saúde .
Um dos  objetivos em comum nas agendas deste período   -  é que a sociedade civil e governo debatam os impactos do racismo e discriminações nas condições de saúde da população negra ,  com garantia da efetivação dos direitos à saúde da população negra brasileira, e o  reconhecimento das desigualdades raciais como fatores que restringem o exercício do direito humano à saúde.

 As atividades mobilizadoras vêm acontecendo durante o ano todo sendo intensificadas hoje  27 de outubro e vão até  20 de novembro.

A Mobilização esta sendo  liderada pela Rede Nacional de Controle Social e Saúde da População Negra, em parceria com a Articulação de Mulheres Negras Brasileiras – AMNB, Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde, Rede Lai Lai Apejo – População Negra e AIDS, Rede Nacional Afro-Atitudes, Rede Sapatà – Promoção e Controle Social em Saúde das Lésbicas Negras


Em 2010 foram  92 iniciativas desenvolvidas nos diversos estados brasileiros.

RELEMBRANDO

A Política, aprovada em 2006 pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), publicada em Portaria nº 992/GM (13/05/2009) e convertida em lei pelo Estatuto da Igualdade Racial – Lei 12.288/10, tem como objetivos: – Garantir e ampliar o acesso da população negra residente em áreas urbanas, do campo e da floresta às ações e aos serviços de saúde; Incluir o tema étnico-racial, nos processos de formação e educação permanente dos trabalhadores e trabalhadoras da saúde e no exercício do controle social; Identificar, combater e prevenir situações de abuso, exploração e violência; Garantir a utilização do quesito cor na produção de informações epidemiológicas para a definição de prioridades e tomada de decisão; Identificar as necessidades de saúde da população negra e utilizá-las como critério de planejamento e definição de prioridades. 


por Monica Aguiar

Nenhum comentário: