sábado, 27 de outubro de 2012

SPM representa o Brasil na 36ª Assembleia de Delegadas da Comissão Interamericana de Mulheres


Na Costa Rica, encontro reúne autoridades governamentais para avaliação das políticas gênero na América Latina e Caribe


Violência contra as mulheres, segurança cidadã, poder, participação política e  retorno social do investimento na infraestrutura de atendimento às mulheres. Esses são os assuntos que estarão em destaque na 36ª Assembleia de Delegadas da Comissão Interamericana de Mulheres, que acontecerá nos dias 29 e 30 de outubro,  na Costa Rica
O Brasil estará representado pela secretária-executiva da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), Lourdes Bandeira, e pela secretária nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, da SPM, Aparecida Gonçalves.
O encontro será aberto pela presidenta da Costa Rica, Laura Chinchilla Miranda, pela ministra da Condição da Mulher do Instituto Nacional de Mulheres da Costa Rica, Maureen Clarke Clarke, pela presidenta da Comissão Interamericana de Mulheres, Rocío García Gaytán, e pelo secretário-geral adjunto da Organização dos Estados Americanos (OEA), Albert Ramdin. O ato de abertura terá exibição de mensagem da diretora-executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet.
São aguardadas as delegações de mais 16 países da América Latina e Caribe: Argentina,  Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua,  Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.
A assembleia ocorre a cada dois anos e tem como objetivo reunir as principais autoridades governamentais responsáveis pelas questões de gênero. A cada encontro os Estados-membros da Organização dos Estados Americanos (OEA) têm como atividade principal a formulação de relatórios sobre os progressos na implementação do Programa para a Promoção dos Direitos Humanos da Mulher, Equidade e da Igualdade de Gênero. 

Fonte  e texto : SPM
 

Nenhum comentário: