terça-feira, 5 de março de 2013

Programação para o Dia Internacional da Mulher ganha destaque


Com a liderança dos comitês de gênero, órgãos estruturam ações para inclusão e cidadania das mulheres
Programação para o Dia Internacional da Mulher ganha destaque no governo federal
Incentivo ao empreendedorismo, cursos de qualificação profissional e financiamento de projetos. Essas são algumas ações do governo federal alusivas ao Dia Internacional da Mulher.
No dia (01/03), a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), lançou dois editais públicos para financiamento de projetos nas áreas de trabalho, saúde, educação, gestão, poder e diversidade. Com o prazo de 45 dias para a apresentação das propostas, municípios, estados e instituições sem fins lucrativos poderão propor ações em prol das mulheres.
Ja no dia (03/03), começou a ser veiculada, em mídias eletrônicas, digitais e impressas, a campanha da SPM para o Dia Internacional da Mulher, cujo slogan é “Cada vez mais o Brasil é feito também pelas mulheres”.
O representante do Banco do Brasil no Comitê, destacou que, para o mês de março, o órgão vai lançar uma campanha de massa voltada para as empreendedoras. Ele destacou o Programa Crescer, de microcrédito produtivo orientado, que de suas 349 mil operações realizadas, 58% são para mulheres.
De acordo com Teresa Sacchet, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), no dia 8 de março haverá um evento sobre o Bolsa Família, programa de distribuição de renda cujas titularidades do cartão estão 93% em poder das mulheres.
O Ministério de Pesca e Aquicultura vai lançar um curso, via Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que vai formar duas mil mulheres em aquicultura e pesca. Segundo a representante do órgão, Roseli Zucanoto, o Plano Safra da Pesca e da Aquicultura vai beneficiar 150 mil marisqueiras e pescadoras de peixe.
Parte das ações do governo federal para o Dia Internacional da Mulher, reforçando o 8 de março, foram apresentadas pelos órgãos na 45ª reunião do Comitê de Articulação e Acompanhamento do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres (PNPM). O encontro ocorreu em 19 de fevereiro, em Brasília.
Igualdade de gênero na administração federal - Na ocasião, a secretária-executiva da SPM, Lourdes Bandeira, registrou os dez anos da Secretaria. Ela frisou que o órgão superou previsões negativas. “Muitos falaram que a SPM não iria durar. Só conseguimos resistir até hoje porque temos um suporte muito grande do movimento social”, frisou.
A secretária nacional de Avaliação de Políticas e Autonomia Econômica das Mulheres, Tatau Godinho, da SPM, ponderou que “são dez anos de políticas para as mulheres. É momento de reconhecimento do trabalho dos ministérios, não só da SPM”.

Fontes:  Comunicação Social – SPM / http://www.observatoriodegenero.gov.br/logo.jpg

Nenhum comentário: