quarta-feira, 1 de agosto de 2012

SPM assina acordo para realizar cursos para mulheres sobre mecânica e operação de máquinas agrícolas


Parceria será formalizada, nesta quinta-feira (2/8), com o CNPq e a Sudeco/Ministério da Integração Nacional para estimular arranjos produtivos locais do Centro-Oeste em favor de trabalho e renda para as mulheres. Projeto terá investimento de R$ 2 milhões do governo federal


Mulheres capacitadas em profissões tradicionalmente masculinas. Esse é o objetivo da cooperação técnica a ser assinada nesta quinta-feira (02/08), em Brasília, pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) do Ministério da Integração Nacional e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O acordo será celebrado, às 9h, na sede da SPM.

Os cursos terão curta duração e estarão voltados à capacitação técnica de mulheres em situação de vulnerabilidade social ou de baixa renda. O projeto tem investimento de R$ 2 milhões, a serem aportados pela SPM e pela Sudeco, e vai dar suporte aos Arranjos Produtivos Local - APL´s de base na agricultura e na indústria automobilística da região Centro-Oeste. O CNPq garantirá o atendimento técnico dos convênios.

A iniciativa tem como foco a profissionalização de mulheres, através de conhecimentos técnico-científicos na área da mecânica de automóveis, operação técnica de máquinas agrícolas, entre outros. Entre os resultados esperados, está o desenvolvimento econômico sustentável e solidário da região.

Para a secretária de Avaliação de Políticas e Autonomia Econômica das Mulheres da SPM, Tatau Godinho, a intensificação da presença da mulher em profissões tidas como não tradicionais rompe com a noção, ainda comum, de que trabalho feminino é leve e complementar ao masculino, ou ainda ligado às tarefas do lar. "Capacitar mulheres para operação de máquinas e desenvolver competências técnicas, é uma forma de ampliar as possibilidades profissionais das mulheres da região Centro-Oeste, além de alargar as possibilidades de postos empregos", aponta a secretária.

A cooperação técnica entre a SPM, a Sudeco e o CNPq faz parte das ações da coordenação de Autonomia Econômica das Mulheres da SPM que atua para inserir as mulheres no mercado de trabalho formal. Também contribui diretamente para superar as desigualdades sociais existentes no mundo do trabalho e pode servir de referência para novas iniciativas.


Fonte: SPM

Nenhum comentário: