sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Acervo sobre população negra maranhense é disponibilizado




Slide 3 O Museu Afro Digital é um projeto que disponibiliza para consulta um acervo on-line de quase mil fotografias sobre a presença de negros e pardos no Estado. De qualquer lugar do mundo, os internautas podem acessar vídeos, áudios e documentários feitos por pesquisadores do programa de pós-graduação em Ciências Sociais da UFMA, além de um acervo bem particular de documentos, fotos, vídeos e músicas que só podem ser encontrados no site, que já possui mais de dois mil acessos desde que entrou na rede.  O museu afro digital conta, através da cultura popular, da religiosidade e das danças, o cotidiano dos negros maranhenses desde a época da escravidão e das fugas para as áreas de quilombo. São cerca de mil fotografias que mostram as organizações das festas nos terreiros de umbanda, nas brincadeiras de bumba meu boi e em outras manifestações folclóricas. A maioria das fotos foi adquirida em pesquisa pelos professores da universidade. O  acervo também é composto de vídeos documentários sobre os costumes trazidos para o Brasil pelos africanos, além de cerca de 90 músicas – gravações dos cânticos entoados nos terreiros e a cantoria das caixeiras nos festejos do Divino Espírito Santo. O museu afro digital promove intercâmbio cultural entre pesquisadores acadêmicos e a comunidade remanescente de quilombos.  

Nenhum comentário: