quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Ângela Merkel volta ser a mulher mais poderosa do mundo - VEJA LISTA DAS MAIS PODEROSAS


A chanceler alemã, Ângela Merkel, voltou este ano a ser eleita a mulher mais poderosa do mundo, segundo a revista norte-americana Forbes, que caracteriza a líder política como a "dama de ferro da União Europeia". 
A publicação norte-americana repete igualmente os restantes lugares do pódio, atribuindo a segunda posição da lista a , secretária de Estado norte-americana, e a terceira a Dilma Rousseff, Presidente do Brasil.  
É a quinta vez em seis anos que Ângela Merkel é considerada pela Forbes a mulher mais poderosa do mundo. 
Merkel, de 58 anos, é "a 'dama de ferro' da União Europeia (UE) e uma figura chave na crise económica da zona Euro que continua a ameaçar os mercados", escreveu a revista.    A lista de 100 nomes hoje divulgada abrange mulheres que trabalham nas mais diversas áreas: negócios, política, comunicação social, tecnologia, moda, entretenimento e organizações de solidariedade. 
A lista é dominada por empresárias norte-americanas e apenas 11 nomes são de mulheres europeias, como é o caso da francesa Christine Lagarde (56 anos), presidente do Fundo Monetário Internacional (FMI), que ocupa a oitava posição. 
  O nível de poder destas mulheres é avaliado com base em critérios como a riqueza pessoal, poder de intervenção ou seguidores nas redes sociais, segundo a Forbes.

  No total, a lista integra mulheres de 28 países. A par de Dilma Rousseff, o Brasil está representado na 20.ª posição com a Presidente executiva da Petrobras-Petróleo Brasil, Maria das Graças Silva Foster, e na 83.ª posição com a modelo Gisele Bundchen. 

  Ao nível das idades, a cantora Lady Gaga (14.ª posição), com 26 anos, continua a ser a mais jovem, enquanto a rainha de Inglaterra Isabel II (26.ª posição), com 86 anos, é a mulher com mais idade. A média de idade ronda os 55 anos.  

As mulheres presentes na lista Forbes têm cerca de 90 milhões de seguidores nas redes sociais e as 25 presidentes-executivas de empresas dirigem receitas totais na ordem dos 984 mil milhões de dólares.

Na área política destaque ainda para a indiana Sonia Gandhi, presidente do Partido Nacional do Congresso (6.ºlugar), Michelle Obama, primeira-dama norte-americana (7.º), Janet Napolitano, secretária do Departamento de Segurança Interna norte-americano (9.º), Cristina Kirchner, Presidente da Argentina 
(16.º), (19.º) e Nancy Pelosi, líder da minoria democrata na Câmara de Representantes norte-americana (28.º).

Entre as europeias, a lista   integra  a presidente executiva da Burberry, Ângela Ahrendts (45.º), a co- fundadora da marca Zara, Rosalia Mera (54.º), a estilista Miuccia Prada (67.º) e a autora da personagem Harry Potter, J.K. Rowling (78.º).  

No universo artístico, a Forbes destaca a actriz Angelina Jolie, na 66.ª posição, e as cantoras Beyoncé (32.º) e Shakira (40.º). 

 
 A listagem conta este ano com 16 estreantes, incluindo a cantora e actriz Jennifer Lopez (38.º) e , a viúva do antigo líder da Apple Steve Jobs (49.º). 


Na comunicação social, continuam a estar presentes vários nomes de renome internacional como a directora do New York Times Jill Abramson (5.º) e a apresentadora norte-americana Oprah Winfrey (11.º).   







Entre os 10 primeiros nomes da lista estão Melinda Gates, mulher de Bill Gates, e Sheryl Sandberg, directora das operações da rede social Facebook.




Fonte:ANGOP


Nenhum comentário: