sábado, 18 de agosto de 2012

Petrobras Cultural abre inscrições para selecionar projetos em 11 áreas culturais


Foram abertas  inscrições da seleção pública de projetos para a edição 2012 do Petrobras Cultural. 
Até o dia 1º de novembro, podem se candidatar ao patrocínio projetos de todo o país em 11 áreas culturais do programa, que este ano destina recursos de R$ 67 milhões, a maior verba entre todas as edições. As novidades incluem duas novas áreas de seleção: circulação de exposições e apoio a artistas, grupos ou redes musicais.
A abertura de inscrições foi anunciada nesta sexta-feira, na sede da Petrobras, no centro do Rio, em evento que contou com a presença da ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e de diretores da empresa. Também foram divulgados os projetos beneficiados pela Ação Extraordinária Petrobras-Ministério da Cultura (MinC). A verba de R$ 23 milhões dará este ano apoio a 15 projetos, dando continuidade à parceria iniciada em 2003.
Com verba total de R$ 4 milhões, a primeira da novas áreas do Petrobras Cultural tem como objetivo descentralizar o circuito de exposições, viabilizando o deslocamento de mostras pelo território nacional. Já para o apoio a artistas, grupos ou redes musicais, serão destinados R$ 8 milhões, para um período de patrocínio de dois anos. No caso de artistas da música brasileira, o objetivo é a realização de um projeto inédito, incluindo gravação e turnê.
Entre as 11 áreas de atuação contempladas na seleção pública, o maior volume de recursos – R$ 23 milhões – foi disponibilizado para a produção de filmes de longa-metragem para salas de cinema. O valor máximo para cada projeto é R$ 1,5 milhões e os filmes terão que ser realizados entre julho de 2013 e junho de 2016.
De acordo com a gerente de Patrocínios Culturais da Petrobras, Taís Reis, “o volume de recursos destinados nesta edição é reflexo do compromisso da empresa com a cultura brasileira”. Depois do cinema, a área que terá maior verba é a manutenção de grupos e companhias de teatro, com R$ 10,5 milhões.
Com um volume menor de recursos, variando de R$ 1 milhão a R$ 6,5 milhões, o Petrobras Cultural contempla ainda os segmentos de manutenção de grupos e companhias de dança; festivais de cinema; festivais de música; produção literária; apoio a museus, arquivos e bibliotecas; memória das artes e patrimônio imaterial.
Segundo a Petrobras, as comissões encarregadas de selecionar os projetos inscritos para obter o patrocínio são formadas por profissionais que atuam diretamente nos setores de cultura contemplados pelo programa. A composição das comissões é renovada a cada ano e os projetos são selecionados por seu mérito qualitativo.
A diversidade da parceria com a empresa, que inclui a Ação Extraordinária Petrobras-Ministério da Cultura, foi destacada pela ministra Ana de Hollanda. Para ela, “a Petrobras vem evoluindo em seu compromisso com o mundo da produção cultural e com a expressão do povo brasileiro”. Segundo a ministra, “a intenção é trabalhar com todas as linguagens, como projetos de cultura indígena e popular”.
Da relação de iniciativas contempladas na Ação Extraordinária, constam os editais Fomento às Culturas Indígenas; Identidade, Povos e Comunidades Tradicionais; Culturas Ciganas; Cultura LGBT, e Cultura Viva Mulher. Os demais projetos vêm sendo realizados há anos pelos diversos órgãos vinculados ao MinC, como o Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo, o Projeto Pixinguinha, o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna, as revistas Filme e Cultura e de História da Biblioteca Nacional, e o Fórum Nacional de Museus.

Fonte : EBC

Nenhum comentário: