segunda-feira, 16 de julho de 2012

Campanha contra crise no Sahel atinge meta e alcança 15 mil mães e crianças na África

Assegurar que as mães e crianças pequenas obtenham a nutrição que precisam é uma parte crucial da resposta do Programa Mundial de Alimentos (PMA) para a crise de fome na região do Sahel, na África Ocidental. Imagem: PMA/Rein Skullerud
  Mais de 15 mil mães e crianças da região do Sahel, na África, receberão alimentos enriquecidos adaptados às suas necessidades nutricionais nos próximos 100 dias. A meta foi alcançada após uma campanha de arrecadação de fundos bem sucedida do Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA), que terminou no mês passado.
As doações superaram as expectativas dos responsáveis pela campanha no PMA, cujo objetivo inicial era o fornecimento de refeições para 12.500 mães e crianças. “Eu estou muito satisfeita com a resposta esmagadora da comunidade online”, disse a Gerente de Captação de Recursos Online, Sarah Borchers.
“A arrecadação de fundos para impedir um desastre pode ser muito mais difícil do que se o desastre já aconteceu. Mas é tão difícil quanto”, disse ela. “No Sahel, tivemos a oportunidade de alcançar as mães e as crianças antes que a fome tenha chegado a um estágio irreversível em suas vidas.”
Doadores individuais contribuíram com cerca de 250 mil dólares para a campanha. Cerca da metade das contribuições vieram dos Estados Unidos, seguido por Canadá, Reino Unido, Alemanha e Austrália.
Para cada dólar doado, a Loteria Nacional da Holanda – parceira do PMA – doou dois dólares a mais, elevando o total para mais de 750 mil dólares.
Borchers disse que a maioria das doações veio em resposta aos apelos enviados por e-mail. Mais de um milhão de pessoas no mundo subscrevem a mala direta mensal do PMA, número que mais do que duplicou desde o ano passado.

Fonte: ONU

Nenhum comentário: