sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Ministra Iriny Lopes recebe Comissão de Mercado de Trabalho do Parlamento Sueco

 A ministra da Secretaria de Políticas para as mulheres Iriny Lopes recebeu em seu gabinete, na tarde desta quinta-feira (12), uma Comissão de Mercado de Trabalho do Parlamento Sueco, interessada em discutir a questão de gêneros no Brasil. Representantes da embaixada  e de seis partidos suecos - de governo e oposição - ressaltaram que a Suécia tem uma posição firme em termos de   igualdade de gêneros, tanto que o Partido Social Democrata, por exemplo, tem 50% de mulheres no governo. E quiseram saber como anda a participação das brasileiras na política, bem como  a remuneração das trabalhadoras brasileiras.
Iriny revelou que houve conquistas no cenário nacional, mas a participação ainda é tímida, já que os partidos políticos ainda determinam quem será ou não candidato pelas legendas. No caso do PT, o primeiro partido a buscar uma cota mínima de candidatas, será também, segundo ela, o primeiro a ter igualdade em número de candidatos  homens e mulheres.
Sobre o mercado de trabalho, a ministra esclareceu que as mulheres têm maior nível de escolaridade do que homens e, no entanto, ainda não conseguiram salários iguais ou maiores. Por fim, Iriny deixou claro seu grande anseio: um programa de autonomia financeira para as mulheres, para fortalecê-las e empoderá-las. "Mulheres dependentes finaceiramente ficam muito vulneráveis", resumiu.


Fonte Comunicação Social SPM

Nenhum comentário: