sábado, 26 de novembro de 2011

Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural – Inscrições até o dia 30 de novembro

O Ministério da Cultura (MinC) está recebendo, até a próxima quarta-feira, dia 30 de novembro, as inscrições para viagens a serem feitas nos meses de fevereiro e março de 2012, dentro do edital do Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural, desenvolvido pelo MinC, por meio da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic).
Com recursos do Fundo Nacional da Cultura (FNC), o Programa consiste na concessão de auxílio financeiro para o custeio de despesas relativas à participação de artistas, técnicos, agentes culturais e estudiosos em atividades culturais promovidas por instituições brasileiras ou estrangeiras.
Este ano, os recursos foram triplicados: R$ 6,6 milhões divididos em dois editais. O primeiro, com investimentos de R$ 3,3 milhões, foi publicado em julho, contemplando viagens entre outubro de 2011 e março de 2012.
Os participantes devem ter uma das seguintes finalidades: apresentação de trabalho próprio; residência artística e de gestão; cursos de capacitação; ou participação em evento de reconhecimento ao trabalho próprio desenvolvido, como premiações e homenagens.
As inscrições são realizadas exclusivamente por meio do Sistema SalicWeb, disponível no site do MinC www.cultura.gov.br. Orientações, dicas de inscrição, preenchimento de formulário e contrapartidas podem ser obtidas em cartilha explicativa elaborada pelo Ministério.

Projetos contemplados
Espetáculo “Capoeira Chorada”, um diálogo entre o chorinho e a capoeira de Angola.
Um dos projetos beneficiados nos meses anteriores foi o “Brasil muitas raízes, um legado de paz”.  Cinco integrantes saíram da Bahia e foram à Naggar, na Índia, com o objetivo de propagar a cultura brasileira para o público da 8ª Edição da Celebração, este ano dedicada ao nascimento de Nicholas Roerich, como também para os moradores das cidades de Barmana, Darlaghat e Shimla.
A ação foi estruturada em três estratégias: no espetáculo “Capoeira Chorada”, um diálogo melódico e poético entre o chorinho e a capoeira de Angola, nas quatro cidades; nas oficinas de capoeira para crianças e adolescentes, em Naggar; e na palestra sobre a cultura brasileira, suas raízes e tolerância cultural para a promoção da paz, também em Naggar.
Além do transporte pessoal, o benefício pode ser utilizado para custear despesas com o transporte de material, cenários ou equipamentos utilizados na realização da atividade; estada durante o período de participação no evento; inscrição; e confecção de material para a atividade a ser realizada no evento; entre outras despesas, devendo o candidato informar, no ato da inscrição, de que forma utilizará o auxílio financeiro.
“Antes o proponente recebia o auxílio exclusivamente para custear despesas com o transporte pessoal. Com o edital de 2011, o benefício ficou livre para ser utilizado conforme as necessidades. A flexibilização da utilização dos recursos visa facilitar e viabilizar a participação do beneficiário nos eventos culturais”, explicou o secretário da Sefic, Henilton Menezes.
O “Masters Nation – Edição Estrela Brilhante de Igarassú” foi outro projeto contemplado neste edital. Com o benefício, três integrantes saíram de Pernambuco e foram à França com a proposta de levar mestres, matriarcas e conhecedores do maracatu para realizar oficinas de percussão e confecção de instrumentos musicais, palestras sobre a história do cortejo e encontros com grupos, universidades e jovens que vivem na Europa, e que, de alguma forma, vivenciam o maracatu em suas localidades. O grupo também participou do Encontro de Cultura Negra na Europa, na cidade de Bayonne, promovido pela Associação Malungos de Capoeira.
“É uma ação imprescindível para o desenvolvimento do setor cultural brasileiro porque promove a possibilidade de vivências dos nossos artistas no Brasil e no exterior”, destacou Henilton Menezes.
Avaliação e seleção
A Comissão de Avaliação e Seleção do edital é composta por representantes do Ministério da Cultura e suas vinculadas. As candidaturas são avaliadas e pontuadas de acordo com os quesitos do eixo escolhido. Os requerimentos recebem bonificação em sua pontuação de acordo com alguns critérios. Um deles leva em conta a unidade federativa de origem e candidaturas não originárias das capitais estaduais e de Brasília, ou cujas participações ocorram em eventos nacionais fora das referidas localidades.
Outro ponto beneficia requerimentos de povos e de comunidades tradicionais, incluindo, entre outros, povos indígenas, quilombolas, ciganos, povos de terreiro, irmandades de negros, agricultores tradicionais, pescadores artesanais, caiçaras, pantaneiros e ribeirinhos. Também são bonificados os requerimentos de participação em acontecimentos nos países da América Latina, do Caribe e naqueles que fazem parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.
Os critérios de bonificação visam minimizar desigualdades e promover a descentralização das ações culturais, assim como fortalecer e difundir ações culturais no interior do país, em consonância com as prioridades da política internacional brasileira e da política cultural do MinC.




Mais informações
- Atendimento ao Proponente: (61) 2024.2082 e Fale com a Cultura




Nenhum comentário: