segunda-feira, 7 de maio de 2012

Governo prepara pacote na área social que prevê ajuda financeira a mulheres de baixa renda com filhos até 6 anos

Medidas, que envolvem vários ministérios, serão anunciadas no Dia das Mães e têm foco na primeira infância.
 


Depois das medidas para estimular a indústria e para reduzir os juros, a presidente Dilma Rousseff encomendou a sua equipe um pacote de bondades na área social.

Previstas para serem anunciadas no Dia das Mães, no próximo domingo, as propostas envolvem vários ministérios (Educação, Saúde e Desenvolvimento Social) e dependem do aval da Fazenda.
O foco é a primeira infância, que inclui crianças de zero a seis anos. Uma das medidas prevê um novo benefício para mães de baixa renda beneficiárias do Bolsa Família e que têm filhos nessa faixa de idade, como antecipou o jornal "O Globo" ontem.
Atualmente, 13 milhões de famílias recebem os benefícios do Bolsa Família. No ano passado, o governo gastou R$ 17,1 bilhões com o programa.
Outras medidas deverão garantir mais dinheiro para ações nas áreas de educação e saúde. Como as ações implicam em mais despesas, o pacote precisa ser avaliado pela área econômica do governo antes de ser definido.
Dilma comunicou sua intenção de lançar o programa em reunião com os líderes da base aliada na última quinta-feira. Eles tinham sido convocados para conhecer a mudança feita pelo governo na remuneração da poupança.
Segundo parlamentares que participaram da reunião, durante a conversa, a presidente deixou escapar que estava finalizando o pacote.
Provocada pelo líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), Dilma antecipou a informação. O líder queria saber se a nova regra da poupança iria, de alguma forma, aliviar os cofres públicos e garantir mais recursos para programas sociais.
A ideia era incorporar essa tese na defesa da mudança que mexeu na rentabilidade da aplicação e agora vai ser discutida no Congresso.
Irritada, a presidente disse que não havia relação entre as duas coisas. Afirmou que o governo investe em vários programas sociais em andamento e que, inclusive, lançaria novas medidas no Dia das Mães.


Fonte: Folha de S.Paulo

Nenhum comentário: