quarta-feira, 3 de abril de 2013

Modelos desfilam na Av. Paulista em protesto contra prática racista

modelosprotestam

por Mônica Aguiar 

Modelos desfilaram no dia  (25/03), na Avenida 
Paulista, em São Paulo, em protesto contra o 
estilista Ronaldo Fraga. 
Na semana passada, a utilização de  perucas e 
apliques de palha de aço na cabeça de modelos 
em desfile na São Paulo Fashion Week, causou 
 polemicas e abriu o debate nas redes 
sociais entre as militantes do movimento negro 
com sociedade  sobre os esteriótipos que as 
mulheres negras sofrem . 

 O evento foi organizado por uma agência de modelos negras que  usaram a palha de aço como 
tecido das  roupas que usavam. O grupo contestou a atitude e as perucas colocando nas  cabeças,

lindos   turbantes .
Em entrevista na ocasião, o estilista justificou  que sua proposta não foi  entendida negando frustração,  

afirmou que jamais pensou na associação da palha de aço  com a questão  racial. 

Disse que o material remeteria  às antenas dos aparelhos de televisão, que antigamente  recebiam bolinhas 

de bombril em suas pontas para melhorar a imagem da transmissão dos jogos de futebol.
____________________

Mas uma vez,  outra atitude racista com relação a imagem da mulher negra, novamente apontada nos estereótipos que corrompem nossos traços e características  naturais. Assistimos  esta nova versão entre  capítulos longos com muita tristeza e dor .
Atitudes como esta,  que ainda são  justificadas,  tem cunho danoso e cruel ,  deixa seqüelas irreparáveis, pois sempre vem agregados de valores  preconceituosos  e  discriminatórios.
Estes estereótipos evidenciam as mais diversas  manifestações do racismo, promovem   criticas comparativas a algo indesejado ou a alguma mercadoria de consumo rápido e barato.  Remetem a imagem da mulher negra a uma estilo imposto de subserviência, vista ainda por alguns não como ser humano  mas como artefato,  totalmente isenta de sonhos e de sentimentos.
Mas a verdade,  nossos cabelos formatam  e  destacam  nossa  expressão e  identidade racial,   nos propõem para além da estética,  liberdade e sobretudo sonhos , desejos e autoestima.




Fonte: Inst. Luiz Gama  / Foto: J. Duran Machfee / Futura Press/ Estadão Conteúdo

Nenhum comentário: