sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Ministra exorta jornalistas a resistirem a apelos de sensacionalismo



Angop
Ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira.
Ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira.

Luanda – A ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, exortou nesta quinta-feira, em Luanda, os jornalistas a resistirem aos apelos do sensacionalismo, observando os princípios da ética e deontologia, bem como o profissionalismo.
Carolina Cerqueira, que discursava hoje, quinta-feira, em Luanda, no encerramento do workshop sobre “Media e Eleições”, referiu que só há democracia plena com os cidadãos bem informados e no pleno exercício dos seus direitos em termos de liberdade de expressão, como expressão das liberdades e do pensamento.
Neste sentido, asseverou que o direito do cidadão a ser informado sobre assuntos de interesse público é um direito fundamental na garantia de participação na vida política e no próprio processo de desenvolvimento do país.
Contudo, acrescentou, que só há cidadãos bem informados e esclarecidos com acesso à diversificação de informação, quando os mesmos são beneficiados dos préstimos de uma imprensa ao serviço da cidadania.
Por outro lado, sublinhou que a Carta Magna da República de Angola garante o direito à informação e à liberdade de expressão, competindo ao Estado a geração de uma imprensa plural, isenta, independente, de forma a contribuir para a cultura de paz e respeito mútuo, premissas indispensáveis para a edificação de um Estado democrático.
Disse ainda que o Executivo angolano tem envidado esforços na criação de condições para que os cidadãos possam participar nas próximas eleições de forma informada e esclarecida, empenhada e activa, escolhendo livre e conscientemente quem deve conduzir os destinos de Angola.
O workshop sobre “Media e Eleições” teve como principal objectivo, dotar os participantes de matérias eleitorais, importância da linguagem dos Media nos processos eleitorais, bem como elucidá-los sobre as tarefas e desafios que têm pela frente em relação ao processo.
Participaram no evento, técnicos dos diversos órgãos de comunicação social públicos e privados, desde rádio, televisão e jornais, bem como técnicos do Ministério da Comunicação Social e do CNE.



Fonte : ANGOP

Nenhum comentário: