quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Estado angolano incentiva empoderamento das mulheres



– O Estado angolano, especialmente o Ministério da Família e Promoção da Mulher, tem apoiado as organizações de mulheres, e, por via, contribuído para o empoderamento das suas filiadas.
Angop
Coordenadora do Comité de Mulheres Políticas, Carolina Miranda
Coordenadora do Comité de Mulheres Políticas, Carolina Miranda
Luanda 
A consideração é da coordenadora do Comité de Mulheres Políticas, Carolina Miranda, que falava à Angop nesta quarta-feira,em Luanda, a propósito do seminário sobre Género e Governação, promovido pela Rede Mulher/Angola.
Destacou, em particular, a disponibilidade institucional para contribuir na formulação de políticas, diplomas legais e outras iniciativas, que têm reforçado a capacidade das mulheres para assumpção de postos de chefia e liderança.
Neste particular, apontou o incentivo constante à elevação dos graus académico e profissional, além de assegurar a advocacia dos seus direitos.
Por outro lado, condenou algumas forças políticas pela não inclusão da questão do género em suas agendas, particularmente no concernente à participação feminina nos órgãos de tomada de decisão.
Frisou que vários partidos e coligações encaram as mulheres como “simples eleitorado”, discurando a sua participação activa na vida partidária, exemplificando com grupos parlamentares nos quais é um facto a ausência pura e simples de representação feminina.
O seminário sobre género e governação foi promovido pela Rede Mulher Angola, no âmbito do seu projecto sobre “Aumento da participação feminina na política e nos órgãos de tomada de decisão em Angola”.
Teve como principal objectivo sensibilizar líderes de partidos políticos da necessidade de uma participação equilibrada de mulheres e homens nos órgãos de decisão das organizações.


Fonte : ANGOP

Nenhum comentário: