sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Diabetes do tipo 2 a de maior prevalência no mundo

Luanda – A diabetes do tipo 2 foi apontada  em Luanda,  como a patologia com maior prevalência,
não só em Angola, como a nível mundial, tendo em conta ao número de pacientes que equivale a 90 porcento dos casos.
 A constatação é da coordenadora do Programa Nacional de Diabetes do Hospital Militar, Manuela Sande, em declarações à Angop,  à margem do 1º Fórum sobre Doenças Crónicas não Transmissíveis.
 A médica afirmou que o elevado número de diabetes do tipo 2 está ligado ao estilo de vida, salientando que as pessoas criam hábitos alimentares não saudáveis que resultam em obesidade, tido como factor principal para desenvolver a doença. 
 Explicou que quer a diabetes do tipo 2 (ligada ao estilo de vida) quer a mellitus tipo 1, e a gestacional têm o pendor de ser todas geneticamente definidas.
 Para a especialista, a irregularidade na alimentação tem feito com que as pessoas ganhem peso além do normal, causando o maior número de diabéticos. 
 Manuela Sande adiantou que os cuidados passam por um estilo de vida saudável, com uma dieta que não conduza à obesidade, prática de exercícios físicos e a redução no consumo de tóxicos (álcool, tabaco).
 “Quando a diabetes não é controlada,  corre-se o risco de ter uma infecção que pode levar à amputação dos membros”, concluiu.
 A diabetes é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal do açúcar ou glicose no sangue. A glicose é a principal fonte de energia do organismo porém, quando por excesso, pode trazer várias complicações à saúde como por exemplo o excesso de sono no estágio inicial, problemas de cansaço e físicos.
 Quando não tratada adequadamente podem ocorrer complicações como ataque cardíaco, derrame cerebral, insuficiência renal, problemas na visão, entre outras.
 
Fonte : ANGOP

Nenhum comentário: