sábado, 31 de dezembro de 2011

MESCT prevê atribuir seis mil bolsas internas e externas em 2012


Angop
Ministra do Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira
Ministra do Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira
Luanda - A ministra do Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira, anunciou hoje (sexta-feira), em Luanda, que a sua instituição vai atribuir seis mil novas bolsas de estudo em 2012, perfazendo um total de 15 mil já existentes.
 Maria Cândida Teixeira, que falava na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, informou que o referido incremento visa honrar os compromissos assumidos pelo executivo em 2008.
 De acordo com a titular da pasta do MESCT, estas bolsas serão internas e externas, tendo como meta consolidar a formação que é uma das áreas de capital importância.
 De 2008 a 2011, acrescentou, beneficiaram de bolsas de estudo internas nove mil estudantes, enquanto para as externas foram enviados mil 870 estudantes distribuídos por vários países e áreas de conhecimento.
 "Existem actualmente sob controlo do INABE, no exterior do país, um total de dois mil 405 estudantes bolseiros, sendo mil 965 a fazerem licenciatura, 146 em mestrado e para o doutoramento estão 294”, reforçou.
 Segundo a ministra, no ensino superior existe um plano de implementação das linhas mestras, que começou com a criação de um Sistema de Ensino Superior Público, constituído por sete regiões académicas.
 Quando a instituição de ensino superior foi feito um acompanhamento através de visitas e gestões de dossiers, constatando-se um bom relacionamento entre estas e a tutela.
 Para a ministra, fazendo jus ao plano orientador do executivo, foi possível triplicar o número de estudantes existentes em 2007, que eram de cerca de 50 mil estudantes para mais de 150 mil presentes.
 Contudo, disse, não se pode pensar que tudo corre em perfeitas condições, porquanto é necessário melhorar muitos dos indicadores de qualidade de ensino.
 "O desenvolvimento de Angola depende de recursos humanos qualificados nas diferentes vertentes do saber, por este facto é que é grande responsabilidade que impede sobre nós", frisou.

 

Fonte: ANGOP

Nenhum comentário: