terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Museu Afro-Brasileiro completa 31 anos e realiza Exposição e Palestra


O Museu Afro-Brasileiro (MAFRO) da Universidade Federal da Bahia completa 31 anos e realiza a Exposição Exu: Outras Faces, aberta à visitação pública. A partir de novas percepções além do sagrado, a mostra em cartaz permite novas reflexões sobre a influência dessa "energia” em outros aspectos que envolvem a humanidade. Como parte da programação, o local recebe no dia 21 de fevereiro, quinta-feira, às 17h, a palestra de Paulo Pereira Lima, doutorando pelo Departamento de Teatro e Performance Studies na Universidade da Califórnia (EUA). O pesquisador fala sobre Moda e Tecnologia nos Terreiros de Candomblé de São Paulo e Salvador.

Seu projeto de pesquisa trata da indumentária religiosa no candomblé, seus aspectos históricos e culturais. Como figurinista, Paulo Pereira Lima se propõe a analisar a indumentária sacra sob o ponto de vista de quem o desenha e confecciona.  O olhar do artista de teatro vê a roupa em movimento e se relaciona com pessoas, espaços e objetos sagrados e profanos. Assim, diz ele, o público baiano tem a oportunidade de apreciar uma abordagem importante nas tradições afro-brasileiras fora do espaço religioso.

Estão expostas peças do acervo do museu, e obras de 3 artistas baianos, dentro de uma perspectiva mais ampla através da expressão da arte, do corpo, da língua e das ciências sociais e humanas. Na linhagem da desconstrução do discurso estigmatizado, a exposição se configura como um elemento de transformação do discurso e ganha espaço significativo com essa abordagem.  O público pode conferir a exposição até 7 de abril de 2013, de segunda a sexta, das 9 às 17h. 


Onde: Museu Afro Brasileiro - Faculdade de Medicina da Bahia, Terreiro de Jesus - Centro Histórico de Salvador
Quando: Palestra - 21 de fevereiro, 17h; Exposição - até 7 de abril (segunda a sexta, das 9h às 17h).
Mais informações: (71) 3283-5540 

Nenhum comentário: