quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Notícias negativas aumentam o nível de estresse das mulheres

Ler notícias ruins em jornais e revistas pode aumentar a sensibilidade das mulheres a situações estressantes, mas o mesmo não acontece com os homens, de acordo com um estudo realizado no Centro de Estudos sobre Estresse Humano, na Universidade de Montreal. Os pesquisadores pediram para 60 pessoas, divididas em quatro grupos, lerem notícias do cotidiano. Um grupo ficou com notícias neutras, como lançamento de filmes e abertura de parques e outro com assassinatos e acidentes. Em seguida, foi coletada uma amostra de saliva de cada participante, para analisar a quantidade do hormônio chamado cortisol, que determina o nível de estresse. Segundo o estudo, o nível de cortisol nas mulheres que leram as notícia negativas foi maior em comparação com as demais. Além disso, essas mesmas mulheres foram capazes de lembrar mais dos detalhes das histórias que envolviam acidentes e assassinatos.
"Quando o nosso cérebro percebe uma situação ameaçadora, o nosso corpo começa a produzir hormônios de estresse que entram no cérebro e pode modular as memórias de eventos estressantes ou negativo", explicou Sonia Lupien, Diretor do Centro de Estudos sobre Estresse Humano e professor de psiquiatria. "Isso nos levou a acreditar que a leitura de uma notícia negativa deve provocar a reação do leitor ao estresse".
Como os homens não têm a mesma reação, o pesquisadores acreditam que fatores evolutivos podem estar em jogo, considerando que o instinto maternal pode ter influenciado na evolução do sistema de estresse feminino. Esta teoria poderia explicar por que as mulheres são sensíveis e suscetíveis a ameaças indiretas.
Fonte: Terra 

Nenhum comentário: