quinta-feira, 2 de maio de 2013

35ª Conferência Internacional sobre Uso do Tempo


Acontece em agosto, no Rio de Janeiro.  O evento é organizado pela SPM e IBGE, IPEA, OIT e ONU-Mulheres e é uma promoção da Associação Internacional de Pesquisas de Uso do Tempo (International Association for Time Use Research – Iatur)
O Brasil avançou, no período de 2000 a 2013, em pesquisas sobre o uso do tempo.  A avaliação é da socióloga e antropóloga Neuma Aguiar que cita como exemplo a pesquisa-piloto do IBGE. Ela lembra que, no ano 2000, quando ocorreu a 22ª edição do evento, a China e Índia já tinham pesquisas, mas o Brasil, não. “Esse esforço do IBGE é importantíssimo para conhecermos como é o cotidiano das famílias brasileiras”, aponta.
 
Durante a 35ª Conferência da Iatur, que acontece de 7 a 9 de agosto de 2013, no Rio de Janeiro, Neuma Aguiar vai apresentar um trabalho conjunto com o sociólogo e cientista político Amaury de Souza – falecido em 2012 – que é reconhecido por seu pioneirismo em pesquisas sobre uso do tempo no Brasil. O evento está sendo organizado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Organização Internacional do Trabalho (OIT) e ONU-Mulheres.
 
Para a pesquisadora Neuma é importante que se comece a ter um retrato nacional do trabalho das brasileiras. “A organização do espaço doméstico no Brasil está mudando radicalmente e as mulheres vão cobrar, cada vez mais dos homens, uma colaboração nos afazeres da casa”.
 
Neuma Aguiar é uma das pioneiras de pesquisas em uso do tempo no Brasil. Ela foi a responsável pela realização da 22ª Conferência da Iatur, em 2000, em Belo Horizonte. Durante o evento, ela apresentou um estudo-piloto sobre o tema na capital mineira. No mesmo encontro, o IBGE expôs uma pesquisa sobre uso do tempo relacionado a trabalho remunerado e trabalho doméstico no Brasil. Pesquisadores americanos mostraram seus estudos, igualmente pioneiros, numa abordagem nacional do tema.
 
“Do ponto de vista acadêmico, a 22º conferência rendeu muito ao Brasil”, analisa Neuma Aguiar. Como foi realizada no campus da Universidade Federal de Minas Gerais, atraiu o interesse de muitos alunos, inspirando várias teses a respeito do tema. “Muitos desses então estudantes vão apresentar seus trabalhos na conferência da Iatur de 2013”.
 
Conferência – ‘O valor do tempo: debatendo as desigualdades sociais’ é o tema da 35ª Conferência Internacional sobre Uso do Tempo . O evento é realizado pelo Comitê Técnico de Estudos de Gênero e Uso do Tempo (CGUT), coordenado pela SPM e composto pelo Ipea e pelo IBGE, com apoio de convidados permanentes: a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres). O evento, realizado pela segunda vez no Brasil, pretende incentivar a discussão das temáticas relacionadas ao uso do tempo por homens e mulheres e suas implicações nos mais variados campos da vida.


Nenhum comentário: