sábado, 5 de agosto de 2017

Rio de Janeiro terá delegacia especializada em crimes raciais e intolerância

O Rio de Janeiro vai ganhar uma delegacia especializada em crimes raciais e de intolerância. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (05) pelo Governador, durante reunião com o secretário de estado de Direitos Humanos.
A DECRADI, delegacia de crimes raciais e delitos de intolerância, vai atender casos de intolerância religiosa, racial e de xenofobia, como o caso do refugiado Sírio Mohamed Ali, vendedor ambulante em Copacabana que foi agredido verbalmente e ameaçado enquanto trabalhava nessa quinta-feira.
Átila Nunes destacou a gravidade desses tipos de crimes no estado do Rio de Janeiro e a importância de ter um espaço mais preparado para atender as vítimas.
O secretário disse que a nova delegacia não deve demandar novos recursos financeiros. Agentes da Polícia Civil devem ser deslocados para a unidade, que ainda não tem local definido.
Na próxima semana, o secretário informou que vai se reunir com o chefe da Polícia Civil, Carlos Leba, e o secretário de Segurança do estado, Roberto Sá, para discutir a implementação da delegacia. A previsão é que dentro de um a dois meses a especializada esteja funcionando.

Por Fabiana Sampaio/EBC

Nenhum comentário: