sábado, 24 de agosto de 2013

Pró-Equidade de Gênero e Raça é intencificado nas empresas do Rio de Janeiro

23/08 - SPM intensifica mobilização do Pró-Equidade de Gênero e Raça para empresas do Rio de JaneiroO Programa segue com inscrições abertas até 30 de agosto. Inscrições e informações
 
5ª edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), foi apresentada, na manhã dessa quinta-feira (22/08), durante o Fórum Pró-Equidade de Gênero e Raça dos Fundos de Pensão, no Rio de Janeiro. O encontro contou com a presença da secretária de Políticas do Trabalho e de Autonomia Econômica das Mulheres da SPM, Tatau Godinho.
 
Representantes das empresas, nas quais as fundações detêm participação societária, conferiram as propostas do programa da SPM e reforçaram o compromisso assumido, por elas, na promoção da equidade de gênero e raça no mundo do trabalho. As entidades de previdência complementar que compõem o Fórum foram sensibilizadas sobre a importância da equidade no ambiente de trabalho.
 
“A autonomia econômica das mulheres é uma das prioridades do governo federal. E, com esse programa, estamos avançando na promoção da igualdade entre mulheres e homens no mundo dos negócios e dando visibilidade para a inserção e permanência daquelas que trabalham no setor", disse a secretária Tatau ao fazer convite para que as empresas façam adesão à 5ª edição do Pró-Equidade de Gênero e Raça. 
 
Em sua exposição, acrescentou que o programa já apresenta impacto nas relações de trabalho. "As empresas que dele participam chegam a apresentar cinco vezes mais mulheres em cargos executivos do que as que ainda não aderiram”, completou.
 
Inscrições até 30/8 – Em sua quinta edição, o Pró-Equidade de Gênero e Raça está com inscrições abertas até 30 de agosto. Podem participar empresas e instituições privadas e públicas – que tenham ações ou estejam interessadas em enfrentar discriminações no trabalho. Inscrições pelo e-mail proequidade@spm.gov.br
 
Desde 2005, quando foi criado, o programa atingiu direta ou indiretamente cerca de 900 mil funcionárias e funcionários – 45% mulheres e 55% homens. É coordenado pela SPM com o apoio da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero o Empoderamento das Mulheres e da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Nenhum comentário: