quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Quatro novas manifestações culturais são incluídas na lista de patrimônio imaterial da UNESCO

Cerâmica tradicional do Distrito Kgatleng, em Botsuana. Foto: UNESCO / S O Rampete
A cerâmica de Botsuana, o artesanato indonésio, a confecção de tapetes tradicionais no Quirguistão e a música e dança de pessoas do povo Busoga, em Uganda, são os novos elementos adicionados hoje (4) à Lista de Patrimônio Cultural Imaterial em Necessidade de Salvaguarda Urgente, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).
Segundo a UNESCO, a importância do patrimônio cultural imaterial não é a manifestação cultural em si, mas “a riqueza de conhecimentos e competências que são transmitidos através dele de uma geração para a outra.”
A habilidade para a confecção de cerâmica de barro no Distrito Kgatleng, em Botsuana, por exemplo, está em risco de extinção em razão da diminuição do número de mestre oleiros, dos preços baixos para produtos acabados e do uso crescente de recipientes produzidos em massa. Da mesma forma, as bolsas de tecidos criados pelo povo Papua da Indonésia enfrenta uma forte concorrência a partir das bolsas fabricadas industrialmente.
No Quirguistão, a tradicional arte de confecção de tapetes de feltro também corre o risco de desaparecer uma vez que a empresa comunitária, frequentemente liderada por mulheres em comunidades rurais e de montanha, lamenta a diminuição do número de praticantes e a falta de salvaguarda governamental. A Bigwala, música e dança tradicional do Reino Busoga, em Uganda, também enfrenta uma ameaça à sua sobrevivência, com apenas quatro mestres mais velhos que ainda a praticam.
As quatro manifestações culturais foram escolhidas por um comitê reunido na sede da UNESCO, em Paris. Antes do término da sessão atual, na sexta-feira (7), os especialistas deverão avaliar ainda outras duas indicações – da China e do México – para possível inclusão na lista de patrimônio imaterial.

Fonte e texto : ONUBR

Nenhum comentário: