sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

OIT reúne personalidades de todo mundo em campanha pelo fim da escravidão



Milton Nascimento, Carlos Saldanha, John Powell e Sérgio Mendes se juntam a campanha da OIT pelo fim da escravidão.Os brasileiros Milton Nascimento, Sérgio Mendes e Carlos Saldanha estão na lista de reconhecidos artistas internacionais que se uniram à Organização Internacional do Trabalho (OITpara lutar contra a escravidão moderna. Os participantes incluem artistas de Hollywood, desportistas e defensores dos direitos humanos, entre eles: Mila Kunis, Cher e Oliver Stone, Kellan Lutz e Jada Pinkett Smith. Também participam Dan Kennedy, goleiro do Chivas EUA, e Somaly Man, defensora das vítimas de tráfico humano. 
“Estou orgulhosa de unir-me à OIT na luta contra a escravidão”, declarou Jada Pinkett Smith. “Quando pensamos na escravidão, pensamos no passado. Mas a realidade é que na atualidade, três de cada 1.000 pessoas no mundo estão em trabalho forçado, são vítimas de tráfico ou trabalham em condições similares à escravidão”, assinalou. “Isto não é bom e tem que terminar”.
De acordo com números da OIT, quase 21 milhões de mulheres, homens e crianças no mundo são vítimas de trabalho forçado. Isto significa que estão presos em empregos que lhes foram impostos por meio da coação ou de engano, e que não podem abandonar. Cerca de 26% dos escravos hoje em dia possuem menos de 18 anos.
“Para todos nós, ter um trabalho decente com um trabalho justo, no qual estejamos minimamente protegidos quando precisamos e em que se respeitem os direitos laborais fundamentais, são aspirações básicas”, disse o Diretor Geral da OIT, Guy Ryder.
“Lamentavelmente, muitas mulheres e homens, meninas e meninos, continuam presos no pesadelo da escravidão e do trabalho forçado. Por isso, a OIT se sente realmente animada ao ver tantos artistas de renome unindo-se a esta luta. Juntos, podemos fazer uma grande diferença e dar esperança a todos aqueles que aspiram trabalhar em liberdade, igualdade, segurança e dignidade”, acrescentou.
http://www.youtube.com/watch?v=tpE3dAtaNDo


Nenhum comentário: