segunda-feira, 15 de maio de 2017

Senadora australiana se torna a primeira mulher a amamentar no Parlamento do país

Uma lei permitia a ação desde o ano passado, mas até então nenhuma política havia feito

A senadora Larissa Waters se tornou a primeira política a amamentar durante votação no Parlamento australiano, dando um passo importante, em defesa das mulheres que sofrem com este tipo de discriminação  em  diversos países que ainda questionam sobre a amamentação em lugares públicos.

Desde o ano passado, tanto o Senado quanto a Câmara dos Representativos (equivalente à nossa Câmara Federal) permitiram a amamentação dentro das câmaras legislativas, em decorrência da reação negativa da população após uma ministra ser aconselhada a armazenar seu leite materno para não atrapalhar seus compromissos oficiais.
Mesmo assim, nenhuma política havia feito até então. A senadora contou à BBC que seu gesto passa uma mensagem para que todas as mulheres se sintam bem-vindas no Parlamento. Além disso, ela criticou que o gesto ainda seja novidade no mundo.
Em 2016, uma deputada dividiu opiniões ao também amamentar seu filho no Parlamento espanhol. 
Já no Reino Unido, enquanto a proposta é defendida por mulheres ativistas, parte dos políticos se opõe à ideia.
Ao jornal Sky News, ela afirmou
"As mulheres estão presentes nos parlamentos em todo o mundo. É ótimo ver que isso está acontecendo no Senado [da Austrália]. As mulheres vão continuar tendo bebês e, se elas querem continuar fazendo seu trabalho, nós vamos ter que acomodar isso". 

Fontes:Estadão/Sky/BBC/publico/

Nenhum comentário: