terça-feira, 1 de março de 2016

Luiza Bairros receberá Diploma Bertha Lutz no Senado Federal

Luiza_bairros-tv-brasilA ex-ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e ativista histórica do movimento negro brasileiro, Luiza Bairros é uma das homenageadas da 15ª edição da premiação do Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz e receberá no dia Internacional da Mulher (8), ás 11h, no plenário do Senado Federal o Diploma Bertha Lutz em reconhecimento a sua importante contribuição na defesa dos direitos das mulheres e das questões de gênero no país.
Este ano, além da ex-ministra Luiza Bairros receberão a honraria à ex-ministra Ellen Gracie Northfleet, primeira mulher a integrar e presidir o Supremo Tribunal Federal; à cirurgiã-dentista Lucia Regina Antony, ex-vereadora em Manaus, líder feminista, fundadora e ex-presidente do Comitê de Mulheres da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da União de Mulheres de Manaus; e à escritora Lya Luft.
O Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz foi instituído pela Resolução nº 2, de 2011, em homenagem à ex-Deputada Federal Bertha Maria Júlia Lutz, líder na luta pelos direitos políticos das mulheres, que se empenhou pela aprovação da legislação visando a igualdade salarial para as mulheres, a licença de três meses para a gestante e a redução da jornada de trabalho, então de 13 horas diárias.
Conheça um pouco da trajetória política de Luiza Helena de Bairros:
Natural de Porto Alegre, é graduada em Administração Pública e de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). É mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutora em Sociologia pela Universidade de Michigan. Mora em Salvador desde 1979, onde atuou em diversos movimentos sociais, com destaque para o Movimento Negro Unificado (MNU). Trabalhou em programas das Nações Unidas contra o racismo em 2001 e em 2005. Foi titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Social da Bahia e ministra-chefe da Secretaria de Políticas Públicas da Igualdade Racial, de 2011 a 2014. Trabalha e milita em defesa das questões de raça e gênero.
Fontes : Instituto Odara

Nenhum comentário: