quinta-feira, 2 de julho de 2015

Amanha é meu Aniversário !


Por Mônica Aguiar



Amanha é meu aniversário . Neste dia me darei o direito de descansar. De poder repensar em minhas ações futuras, afinal não é todos os dias que fazemos 50 anos de vida .
São tantas coisas que ja passei que apenas algumas me dão coragem de continuar no caminho que escolhi : - Lutar contra todas as desigualdades. Mas neste momento , mais uma vez, me dou ao direito de dizer não, para muitas coisas. 
Me dou ao direito de fazer qualquer critica que eu quiser e da forma que eu quiser a quem eu achar que mereça . 
Me dou ao direito de ser livre.
Me dou ao direito de continuar sendo diferente, de querer ser representada, de me representar , de não ter tolerância ao racismo velado existe dentro dos partidos políticos. 
 De não aceitar que os oportunistas que acham ser " a bola da vez" brincando de fazer politica com as desigualdades raciais , principalmente com a juventude e com as Mulheres Negras . 

São 50 anos de vida . 

Me dou ao direito de ser criticada e amada com certeza. 

Mas sinceramente , são 50 anos de criticas que não passam de esteriótipos, machistas, preconceituosos, discriminatórios, produzidos para baixar minha alto estima . 
São 50 anos de sobrevivência. 
E eu sobrevivo ! 
Sozinha. 
Por minha conta e risco . 
Cuidando dos meus 06 filhos , sem depender de um centavo de ninguém, além "claro", do produzido pela minha mão de obra, que por sinal continua sendo a mais barata do mercado, a que ainda não tem perfil para muitos para estar e ocupar muitos lugares ou sentar com muitas pessoas. 
Me dou o direito de "dar uma banana" e afirmar: - Estou viva ! 
De cabeça erguida ! 
Sou mulher . Sou negra ! 
Me dou ao direito usar a roupa que  eu quiser , da cor que eu quiser , eu adoro roupas coloridas , colares grandes, turbantes, faixas , chales e tudo que faça eu sentir uma rainha .
Me orgulho de onde estou . 
Me orgulho das minhas amigas e amigos .
Me orgulho dos meus filhos ! 
Me orgulho do meu território .
Da minha origem .
Mas me envergonho a cada dia mais  com o sofrimento do povo negro,  para se manter  de pé , de cabeça erguida neste pais .
Me orgulho de saber separar as coisas mesmo não estando no tempo dos meus 50 anos de vida .

Nenhum comentário: