quarta-feira, 24 de junho de 2015

GENOCÍDIO DA MULHER NEGRA

por STEPHANIE RIBEIRO
Existe uma coisa chamada Google, e quando vocês forem falar sobre Genocídio do Homem Negro, digitem >>> Genocídio da Mulher Negra!
Somos mulheres negras mortas pela policia, somos mulheres negras mortas por conta de abortos, somos mulheres negras mortas por conta das condições precárias e falta de acesso à saúde, somos mulheres negras mortas em deslizamentos em favelas, porque mulheres negras ocupam as piores áreas nas periféricas/favelas, somos as mais estupradas no Brasil. E existem PESQUISAS que dizem que mulheres negras sofrem mais violência domestica de parceiros porque são NEGRAS.
Vamos aos DADOS:
- As mulheres negras entre 16 e 24 anos têm três vezes mais probabilidade de serem estupradas que as mulheres brancas;
- Mais de 60% das mulheres assassinadas no Brasil entre 2001 e 2011 eram negras, que foram as principais vítimas em todas as regiões, com exceção da Sul. Destacando as regiões Nordeste (87%), Norte (83%) e Centro-Oeste (68%), com os mais altos índices;
- A relação mortalidade materna/nascidos entre as mulheres negras é : 75 para cada 100 mil. Porém, em números absolutos é, em disparada, maior: 1.076 óbitos. Portanto, 57% do total de um total de 1.872 óbitos em 2009;
- As mulheres negras são as maiores vítimas da violência doméstica. Segundo os dados apresentados no Mapa da Violência, em 2010, morreram 48% mais mulheres negras do que brancas vítimas de homicídio, diferença que vem se mantendo ao longo dos anos;
- Mulheres pretas, pardas e indígenas são a maioria entre os 5,3 milhões de jovens de 18 a 25 anos que não trabalham nem estudam no país, a chamada “geração nem nem”. Cruzamento de dados inédito feito pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (Iesp) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), a pedido da Agência Brasil, revela que elas somam 2,2 milhões, ou seja, 41,5% desse grupo. Do total de jovens brasileiros nessa faixa etária (27,3 milhões), as negras e indígenas representam 8% - enquanto as brancas na mesma situação chegam a 5% (1,3 milhão).

Institutos Buzios 

Nenhum comentário: