sábado, 7 de março de 2015

Abertura do curso Produção Intelectual de Mulheres Negras será nesta segunda-feira (09) em São Paulo

Abertura do curso Produção Intelectual de Mulheres Negras será nesta segunda-feira (09) em São PauloRealizado no âmbito das ações do Prêmio Lélia Gonzalez, curso trata das produções de mulheres negras em vários períodos da história brasileira. Solenidade ocorre no auditório Teotônio Vilella da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (SP), a partir das 9h
Na próxima segunda-feira (09), terá início o curso "Produção Intelectual de Mulheres Negras – Trajetórias das Mulheres Negras no Brasil", organizado pela Associação Mulheres de Odun (AMO). Realizado no âmbito das ações do Prêmio Lélia Gonzalez, o curso, que teve suas inscrições encerradas no último dia 28, trata das produções de mulheres negras em vários períodos da história brasileira, relacionando com a trajetória geral das mulheres no Brasil. A solenidade ocorre no auditório Teotônio Vilella da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (SP), a partir das 9h da manhã. A atividade é aberta ao público geral, com lotação máxima para 100 pessoas. Quem não estiver em São Paulo poderá acompanhar via webconferência pelo endereço www.amoead.com.br

O projeto da AMO foi um dos contemplados pelo Prêmio Lélia Gonzalez, no âmbito estadual da premiação. Realizado pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR) e pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), o concurso distribuiu R$ 2 milhões a projetos que envolvem mídias; campanhas; eventos (cursos, seminários, oficinas, encontros ou similares); produção de publicações, registro e memória, distribuídos em três eixos prioritários: Protagonismo da Organização; Enfrentamento ao Racismo e ao Sexismo Institucional e; Cultura e Comunicação para a Igualdade. No total, foram premiadas 13 instituições que atuam em âmbitos nacional, estadual e municipal, sediadas nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Bahia e Amapá.

De acordo com Dalila Negreiros, assistente da Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas da SEPPIR, a realização desse curso vem contribuir com o movimento de mulheres negras. “A realização do curso em parceria com a SEPPIR vai muito além do escopo do prêmio: trata-se de uma ação concreta de política pública, à medida que dá visibilidade à produção das mulheres negras. Além disso, o curso irá disseminar conhecimento pela Internet, uma vez que será realizado na modalidade online”, considera Negreiros.

Ainda na abertura do curso, serão dadas duas conferências: “A importância de olharmos para a história do Brasil na perspectiva das mulheres negras”, e “A importância de olharmos para a história da perspectiva das mulheres negras ícones de transformações intelectuais no mundo”.

SERVIÇO:
Abertura do curso Produção Intelectual de Mulheres Negras
Data: 09 de março de 2015
Local: Auditório Teotônio Vilella da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo - SP
Horário: 9h às 12h30
 
Fonte: SEPPIR

Nenhum comentário: