quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Arte e Artesanato da Cultura Quilombola Compõem Roteiro do Projeto Talentos do Brasil Rural na Paraíba

Mares Quilombolas é um dos 23 roteiros apoiados pelo projeto Talentos do Brasil Rural, que tem por objetivo valorizar a cultura de agricultores familiares, gerar emprego e agregar valor à produção. O projeto beneficia 400 empreendimentos de 54 municípios brasileiros.

Uma viagem pelo litoral da Paraíba reserva surpresas que vão além das belas praias de águas mornas e cristalinas, emolduradas por rochas e paredões montanhosos. Somente nos poucos mais de 70 Km que ligam a capital João Pessoa aos municípios de Conde e Pitimbu o turista pode ter contato com as culturas indígena e quilombola em roteiros enriquecidos por produtos da agricultura familiar, pelo patrimônio histórico e pelas belezas cênicas de paisagens preservadas.

Estes são alguns dos atrativos do roteiro turístico Mares Quilombolas, contemplado pelo projeto Talentos do Brasil, idealizado pela parceria Ministério do Turismo, Ministério do Desenvolvimento Agrário e o Sebrae. “Uma das principais inovações é agregar pessoas, serviços e produtos da agricultura familiar a roteiros turísticos já explorados, gerando benefícios econômicos e sociais para a região”, disse o ministro do Turismo, Vinícius Lages.
Localizadas na região metropolitana de João Pessoa, Conde e Pitimbu oferecem, pelo menos, quatro passeios: Comunidade Ipiranga, Quinzena Cultural, Caminhadas na Natureza e Território Mucuxi, que retratam a diversidade do litoral paraibano.
Pitimbu realiza, no segundo sábado de cada mês, a Quinzena Cultural que tem como objetivo o resgate e valorização dos saberes da população local. Artistas se apresentam em grupos folclóricos e regionais - e artesãos expõem e vendem seus trabalhos. Nas barraquinhas são encontradas comidas típicas à base de milho e mandioca, além de doces, sucos e frutas (jaca, caju, maracujá, graviola, entre outras).
No Conde, a visita pode começar pela Comunidade Ipiranga, onde tem coco de roda, artesanato e visita ao Museu Quilombola, que guarda a história da presença negra na região. Outra dica é o Território Mucuxi, reserva indígena que trabalha com educação ambiental e oferece trilhas pela Mata Atlântica, passeios de caiaque, banhos de rio, de bica e também de lama, uma atração local.
Caminhadas pelas matas, falésias, mirantes e praias da Área de Preservação Ambiental de Tambaba, uma das mais conhecidas praias de naturismo do país, é outro programa recomendado. Lá o turista tem a oportunidade de conhecer os sabores da culinária nordestina em propriedades agrícolas, como a de Daurenice Pereira dos Santos, a dona Nice, que frequentou oficinas e recebeu consultoria do projeto.
Nice é um caso de sucesso do Talentos do Brasil Rural. Depois de “entrar no projeto” ela viu a renda familiar subir de menos de um salário mínimo mensal para cerca de R$ 2 mil. As frutas e produtos do sítio Pontes, antes vendidos na feira ou a atravessadores, hoje compõem as mesas do restaurante rural, que recebe principalmente turistas de outras cidades nordestinas. “Ganho mais com o almoço e com os lanches vendidos aos turistas que passeiam aqui na região”, conta ela, que trabalha com cinco pessoas da família.
O projeto ainda está em fase de implantação e os passeios são vendidos pelos próprios empreendedores, uma realidade que deve mudar em breve. “O roteiro tem sido divulgado em feiras e eventos. Estamos registrando a marca e produzindo material de divulgação, o que dará maior visibilidade ao trabalho”, afirma Vânia Domingues, da Associação de Turismo Costa do Conde.

Fonte: Ministério do Turismo

Nenhum comentário: