terça-feira, 22 de julho de 2014

Mulheres lançam movimento antidepilação nas redes sociais

O fenômeno, que visa combater o padrão imposto pela sociedade, ganhou até tumblr, em que as participantes postam fotos das próprias pernas peludas.

Faz parte da rotina da grande maioria das mulheres o hábito de manter o corpo depilado. Nos últimos tempos, no entanto, vem ganhando força na internet um movimento contrário à prática, que defende justamente o oposto: que as mulheres mantenham as pernas peludas. O fenômeno, que tenta combater as expectativas de beleza impostas pela sociedade, ganhou até um tumblr, chamado Hairy Legs Club (clube das pernas peludas, em português), que encoraja mulheres a terem autonomia absoluta sobre o próprio corpo.
Nele, milhares de mulheres postam fotos em que aparecem com as pernas completamente peludas, e sem o menor constrangimento. "Este blog é dedicado às mulheres que têm pernas peludas. Vamos deixar nossas pernas vencerem", escreveu a criadora, Sarah, na descrição. Entre as famosas, a ex-BBB Bella Maia e a cantora Pixie Lott já se mostraram contra a depilaçãoEm entrevista ao tablóide "Daily Mail", a blogueira Swankifield, que participa do movimento, aprovou a iniciativa. "Quando parei de depilar minhas pernas, levei um tempo até me sentir confiante com isso. Ver fotos de outras mulheres fazendo o mesmo me ajudou a me acostumar com a ideia", disse. "Acho que posto as minhas fotos agora porque gosto das minhas pernas parecem e de como elas me fazem lembrar que não sou obrigada a fazer com o meu corpo nada que não queira. Estou tão orgulhosa que não sinto mais vergonha dos meus pelos naturais", completou.No espaço, além das imagens, as participantes costumam postar mensagens de apoio, encorajando umas às outras. "Vocês me inspiram tanto... Vocês são estrelas por honrarem a si mesmas", diz uma publicação anônima. "Tenho pernas peludas e, para dizer a verdade, me sinto mais feminina do que nunca", escreveu outra participante no tumblr. "Todos à minha volta acham nojento, mas sinto que é importante para mim deixá-los crescer, não só por mim, em minha trajetória de amor próprio e autoaceitação, mas também pelas outras pessoas que sentem vergonha de si"
Fonte texto G1

Nenhum comentário: