sexta-feira, 9 de maio de 2014

10 países onde as mulheres têm mais poder na política

Quando o assunto é política, não é difícil de perceber que as mulheres têm pouco espaço para se fazerem ouvir. São comuns os casos de machismo e preconceito no meio político.
Metade da população mundial é mulher, mas essa proporção não se mantém entre presidentes, senadores, governadores etc.
Uma pesquisa recente do Inter-Parliament Union (IPU), “Women in Parliament”, levantou dados sobre a presença de mulheres nas cadeiras das câmaras legislativas e senados ao redor do mundo.
O resultado é, ao mesmo tempo, triste e surpreendente. O lado triste: apenas dois países no mundo tem maioria mulher em suas câmaras legislativas. Entre os senados, nenhum tem maioria mulher.
O lado surpreendente: você jamais conseguiria acertar os únicos dois países onde as mulheres têm mais voz na Câmara: Ruanda e Andorra.
No top 10, com países com uma porcentagem alta de representantes mulheres (acima dos 40%), há países africanos com turbulências políticas, mas também democracias maduras da Europa, como Finlândia.
O Brasil aparece na horrível posição 125, entre 150 países. Entre 513 parlamentares, apenas 44 são mulheres.
Uma ressalva: uma presença feminina maciça na câmara e no senado não significa, automaticamente, avanços nos direitos das mulheres. Não significa, também, que aquele país tem uma sociedade mais igualitária na questão de gênero. Mas já é um começo.
Veja a seguir os 10 primeiros:
1. Ruanda - Porcentagem de mulheres no parlamento: 63,8%. Mulheres na assembleia: 51 de 80 cadeiras. Mulheres no senado: 10 de 26 cadeiras.
2. Andorra - Porcentagem de mulheres no parlamento: 50%. Mulheres na assembleia: 14 de 28 cadeiras.
3. Cuba - Porcentagem de mulheres no parlamento: 48,9%. Mulheres na assembleia: 299 de 612 cadeiras.
4. Suécia - Porcentagem de mulheres no parlamento: 45%. Mulheres na assembleia: 157 de 349 cadeiras.
5. África do Sul - Porcentagem de mulheres no parlamento: 44,8%. Mulheres na assembleia: 179 de 400 cadeiras. Mulheres no senado: 18 de 53 cadeiras.
6. Seychelles (África) - Porcentagem de mulheres no parlamento: 43,8%. Mulheres na assembleia: 14 de 32 cadeiras.
7. Senegal - Porcentagem de mulheres no parlamento: 43,3%. Mulheres na assembleia: 65 de 150 cadeiras.
8. Finlândia - Porcentagem de mulheres no parlamento: 42,5%. Mulheres na assembleia: 85 de 200 cadeiras.
9. Equador - Porcentagem de mulheres no parlamento: 41,6%. Mulheres na assembleia: 57 de 137 cadeiras.
10. Bélgica - Porcentagem de mulheres no parlamento: 41,3%. Mulheres na assembleia: 62 de 150 cadeiras. Mulheres no senado: 28 de 71 cadeiras.
Fonte: Exame

Nenhum comentário: