sábado, 12 de abril de 2014

Conheçam as novas jovens líderes selecionadas para o programa da ONU Mulheres

Quinze mulheres jovens, de 18 a 29 anos, com experiência em liderança comunitária e ativismo pelos direitos das mulheres, foram selecionadas, através de edital público, para integrar o Programa de Fortalecimento em Questões de Gênero e Juventude. A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e terá duração de nove meses. Conheça quem são elas! 

image1 - Barbara Nascimento de Oliveira, 26 anos, Aracaju (SE). Jornalista, Mestranda em Comunicação e Sociedade, dedica-se à pesquisa em Direitos Humanos. Integra o Coletivo de Mulheres de Aracaju, organizador da Mostra de Filmes de Feministas no Museu da Gente Sergipana, de oficinas sobre gênero para adolescentes no Instituto Recriando, e que recentemente promoveu audiência pública para tratar da violência contra a mulher na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe.

image
2 - Tatiana Pereira Lima, 28 anos, Guarulhos (SP). Bacharel em Pedagogia e Especialista de Gestão de Políticas Públicas: Diversidade e Inclusão Social. Atualmente é estudante de Gestão em Políticas Públicas. Funcionária Pública concursada como Analista Técnica Pedagoga na Fundação Casa, e desde o início de 2014 assumiu como coordenadora pedagógica. Foi educadora popular do Movimento Negro (UNEAFRO) e atualmente é Militante como Promotora Legal Popular, e de juventude (como atual Secretária Municipal de Juventude do PT).

image
3- Isabela da Cruz, 23 anos, integrante da Comunidade Quilombola Invernada Paiol de Telha (PR). Participa da Comissão Municipal DST/AIDS de Curitiba; em nível Estadual compõe a Comissão de Juventude e Cultura, pela Federação Estadual das Comunidades Quilombolas do Paraná (Fecoqui – PR). Coordenadora do Projeto Jovens Quilombolas Saudáveis. Atualmente é Educadora Social pelo Projeto Mulheres Quilombolas Tem Voz!, pela Rede Mulheres Negras - PR.

image
4- Mia Lopes, 25 anos, Salvador (BA). Graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UNIME - União Metropolitana de Educação e Cultura. Conselheira do Conselho de Comunicação pela Articulação Mulher e Mídia e educadora do Programa A Cor da Cultura. Atualmente coordena projetos de comunicação no Instituto Flores de Dan. Assessora de Comunicação do Instituto Pedra de Raio onde desenvolve ações de mídia social. 

image
5- Janicleia Marina dos Santos, Indígena Pankararu, 26 anos, mora na aldeia Pankararu a 550km de Recife (PE). Parteira tradicional desde os 14 anos. Participa do projeto da ONG Thydewa Pelas Mulheres Indígenas no qual se reúnem 15 mulheres indígenas do Nordeste para debater sobre feminismo, direitos das mulheres indígenas e violência.


image
6- Juliana Gonçalves dos Santos27 anos (SP). Jornalista, pós-graduada em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário (ABJL). Coordena a área de Comunicação do CEERT (Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades). Militante do Movimento Negro com ativismo focado no debate de gênero com recorte racial e nas questões sobre a democratização da mídia. Membro da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial de São Paulo (Cojira), um órgão consultivo do sindicato dos Jornalistas. Faz parte do Coletivo Comunicadoras Negras e colabora no Grupo Blogueiras Negras.

image
 7- Juliana Moreira Rodrigues, 29 anos, Itapuranga (GO). Graduada em Ciências Biológicas (Licenciatura) pela Universidade Federal de Goiás e atualmente cursa mestrado na área de Desenvolvimento Rural pela UFG.  Trabalha numa cooperativa de agricultura familiar, nas áreas de elaboração e gestão de projeto. Faz parte da direção do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Itapuranga (COMDIMI).

image
8- Natalia Doria da Costa, 22 anos, Novo Hamburgo (RS). Estudante de Serviço Social na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Militante desde os 16 anos e participante da Marcha Mundial das Mulheres desde 2011. Integrante da diretoria de Mulheres da União Estadual dos Estudantes do Rio Grande do Sul.


image
9. Paolla Menchetti Martins, 18 anos, São Paulo (SP). Estudante de Ciências Sociais na UFRN.  Ativista da Renajoc, rede que nasceu para integrar ações de adolescentes e jovens do Brasil para chamar a atenção para o Direito Humano à Comunicação. É militante de um coletivo nacional de juventude, Coletivo Construção, onde organiza o núcleo de mulheres. Atuante na Revista Viração, uma revista escrita por jovens para jovens como mediadora do conselho de jovens jornalistas da cidade de São Paulo.

image10- Patrícia Vilanova Becker, 25 anos, Porto Alegre - (RS). Estudante de graduação em Ciências Jurídicas e Sociais – 9° semestre, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente, é bolsista de iniciação do NACI – Núcleo de Antropologia e Cidadania, tendo atuado como bolsista no NUPSEX – Núcleo de Pesquisa em Sexualidade e Relações de Gênero. Desde 2009, integra o grupo G8-Generalizando: Direitos Sexuais e de Gênero, do SAJU/UFRGS. Em 2010 e 2011, atuou na ONG SOMOS, realizando trabalhos com foco na população que vive com HIV/aids e LGBTTI. Em 2012, participou de intercâmbio na Universidad de Granada, onde participou da ONG NOS – Asociación Andaluza LGTB. Em 2014, atuou como voluntária no Centro Antiviolência Maree na província de Roma, gerido pela Ong Differenza Donna.

image
11- Pedrina Belém do Rosário23 anos, Comunidade quilombola do Jatimane (BA). Cursando Licenciatura em letras pela Faculdade de Ciências Educacionais. Em 2012 assumiu a presidência da Associação Comunitária do Jatimane que visa contribuir para o desenvolvimento da comunidade e participou de inúmeras ações e eventos de fomento a mulher negra, juventude, questões étnicas, realizados por órgãos a exemplo da SEPPIR – Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, entre outros. 

image
12- Rebecca Tainá Souza dos Santos28 anos, Belém (PA). De etnia cigana, é bacharel em História pela Universidade Federal do Pará. Técnica em agroindústria e meio ambiente, formada pela escola técnica agroindustrial JK. Membro do comitê inter-religioso do Estado do Pará e das entidades Capc-Brasil, pelos direitos para povos ciganos e do Comitê Xingu Vivo. Palestrante sobre “Mulheres, gênero e religiosidade” na Universidade Estadual do Pará (UEPA) e sobre “Mulheres ciganas entre a tradição e o feminismo” na Universidade Federal do Pará (UFPA).


image
13. Rosane Gonçalves Cruz, 23 anos, São Gabriel da Cachoeira (AM). Pertencente ao Povo Piratapuya, foi eleita em 2010 para Coordenar o Departamento de Mulheres Indígenas do Rio Negro (DMIRN), onde atuou durante 03 anos representando e reivindicando os Direitos das Mulheres Indígenas do Rio Negro. Começou a luta dentro do Movimento Indígena do Rio Negro com 19 anos de idade na Associação de Mulheres Indígenas do Distrito de Iauaretê. 

image
14. Tabita Abe Assunção, 18 anos, Cuiabá (MT). Estudante de direito, foi selecionada para a primeira turma do Projeto PLP – Promotoras Legais Populares de Cuiabá e agora integra a equipe do Programa Jovens Mulheres Lideres: Programa De Fortalecimento Em Questões De Gênero E Juventude.


image
15. Wilma Alves de Farias, 28 anos, Matinhas (PB). Graduada em Ciências Contábeis – Contabilidade pela Universidade Paulista (UNIP). Agricultora, Presidente da Associação dos/as Meliponicultores/as do município de Matinhas e Membro do núcleo de Mulheres Agricultoras e Artesãs do Sindicato dos/as Trabalhadores/as Rurais de Matinhas.


Nenhum comentário: