terça-feira, 20 de agosto de 2013

Mulher de 29 anos é responsável por viagens de Obama e da Casa Branca

Ashley Tate-Gilmore, agente de viagens da Casa Branca (Foto: Steven Senne/AP)Ex-voluntária de campanha do presidente hoje coordena viagens oficiais.Ashley Tate-Gilmore cuida da logística, da segurança e dos custos.

Uma mulher de 29 anos de idade e sorriso fácil, que assina todos os e-mails com uma carinha feliz, é a pessoa por trás da organização de todas as viagens do presidente dos EUA, Barack Obama. Há três anos, Ashley Tate-Gilmore é a chefe do escritório de viagens da Casa Branca. Com mais quatro pessoas, ela organiza a logística de cada viagem presidencial – uma tarefa cheia de detalhes, que normalmente não são notados pelo público, a não ser que algo corra muito mal.  Ela precisa garantir o transporte, a acomodação e o esquema de segurança para os funcionários da Casa Branca e para os membros da imprensa, que acompanham Obama mesmo nas viagens familiares de férias. Ashley também atua como uma “mini-embaixadora”, já que frequentemente é a primeira a chegar aos destinos presidenciais.Organização, custos, segurança
Seu emprego exige que ela seja muito organizada, para conciliar o planejamento de múltiplas viagens.
Entre  liberações de vistos para viagem do Presidente , lidar com orçamento,  localizar acomodações para jornalistas, fotógrafos, funcionários da Casa Branca e do Serviço Secreto e para outras pessoas que dão suporte à operação presidencial em plena alta temporada, até alternativas de acomodações quando não se tem mais vagas .  Ela também precisa lidar com a questão de segurança e do acesso. Repórteres e outros profissionais ficam em hotéis acessíveis aos eventos presidenciais, e viajam em ônibus que têm escolta policial e militar.
Subestimada
Desde sua primeira reunião com oficiais estrangeiros, Ashley Tate-Gilmore afirma que ficou claro que eles não esperavam seguir ordens de uma mulher tão jovem. "As pessoas perguntam: 'Com quem vamos nos reunir?’. E eu respondia: ‘Comigo”, disse ela em uma entrevista. 
Mas ela surpreende quem pensa que ela é apenas uma jovem meiga. Ashley foi criada no duro mundo da política de Chicago. Sua mãe ficou grávida enquanto trabalhava na campanha de Harold Washington para ser o primeiro prefeito negro da cidade. 
Na campanha de reeleição, a pequena Ashley já ajudava nas tarefas do comitê. "Aos 4 anos de idade, ela ficava ajudando a encher envelopes", conta sua mãe, Desiree Tate. Em 2003, quando era estudante de psicologia, a jovem foi voluntária na campanha de Obama para o Senado. 
Rapidamente foi contratada para coordenar outros voluntários e, após a vitória do político, foi trabalhar no escritório dele, chegando a trabalhar como sua assistente executiva. Quando Obama se mudou para a Casa Branca, Ashley foi junto como gerente do escritório de viagens, à época chefiado por Peter Newell. Foi ele que recomendou o nome dela como substituta quando saiu, em 2010. 
Newell afirma que sua experiência com o presidente, seu conhecimento de viagens e suas relações na Casa Branca a tornavam apta para a tarefa mesmo ela tendo apenas 26 anos na época. "Você precisa ser uma pessoa sociável e amigável. Ashley é boa em engajar as pessoas, e tem um grande senso de humor. Mas pode ser muito firme quando necessário”, disse.

Fonte e foto: G1

Nenhum comentário: