quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Concurso premia jovens mulheres cientistas


  Com apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), a Academia Brasileira de Ciências (ABC) apresentou na noite do dia (26) as sete jovens cientistas brasileiras vencedoras do Prêmio Para Mulheres na Ciência 2012. As contempladas foram Carolina Cavalieri Gomes, Gislaine Zilli Réus, Karin Soares Gonçalves Cunha, Katiúscia Nadyne Cassemiro, Márcia Foster Mesko, Paula Murgel Veloso e Roselia Maria Spanevello.
A premiação éi realizada desde 2006 pela L'Oréal Brasil, que já concedeu mais de R$ 1 milhão para 40 jovens cientistas do país. As vencedoras receberão bolsa no valor de US$ 20 mil para darem continuidade a seus projetos.
“É extremamente importante para estimularmos o papel da mulher na ciência. Eu sou favorável que a gente promova o crescimento, com mérito, da mulher na ciência. Em particular, na nossa academia, no futuro”, disse à Agência Brasil o presidente da ABC, Jacob Palis.
Palis não tem dúvidas que algumas das premiadas serão membros futuros da ABC. Há cinco anos, a entidade tinha somente 7% de mulheres entre os cientistas filiados. Hoje, elas representam 12,6%. “Estamos avançando”, disse Palis.
As sete cientistas foram premiadas por projetos nas áreas de ciências biológicas, física, química e matemática. Elas são oriundas dos estados do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, de Pernambuco e de Minas Gerais. O trabalho de seleção foi realizado pela ABC.

Fonte : EBC

Governo lança projeto de prevenção à violência contra a juventude negra


 Por : Alex Rodrigues

O governo federal lança hoje 27), em Maceió (AL), a primeira etapa de um programa piloto que visa enfrentar o crescente número de homicídios entre jovens negros de todo o país. Intitulado Juventude Viva, a iniciativa é a primeira etapa de uma ação mais ampla, o Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra.
Segundo dados do Ministério da Saúde, 53% dos homicídios registrados no país vitimam pessoas jovens. Destas, mais de 75% são negras. Além disso, enquanto as mortes de jovens brancos caíram de 9.248, em 2000, para 7.065, em 2010, a morte de jovens negros cresceu de 14.055 para 19.255 no mesmo período.  
Em Alagoas, o programa irá complementar iniciativas que já estão em curso, como o Programa Brasil Mais Seguro, do Ministério da Justiça. A escolha do estado também se justifica porque a capital, Maceió, ocupa o segundo lugar entre as cidades com o maior número de homicídios no país. Nesta primeira etapa, além de Maceió, o Juventudo Viva também será testado em outras três cidades alagoanas: Arapiraca, Marechal Deodoro e União dos Palmares. A meta do governo federal é, a partir da experiência inicial, estender a iniciativa para os 132 municípios mais violentos do país.
"O Juventude Viva representa um plano de enfrentamento à mortalidade da juventude negra. Vai começar como uma experiência em Alagoas, com os vários ministérios envolvidos desenvolvendo um conjunto de ações de inclusão e contra a cultura de violência", explicou a ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, logo após participar, esta manhã, do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços. Também participou do programa o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República.
Entre as iniciativas a serem desenvolvidas, a ministra mencionou a adoção, pelas escolas estaduais, de aulas em período integral; a criação de espaços culturais em territórios violentos e o estímulo ao empreendedorismo juvenil, principalmente quando associado à chamada economia solidária. Além disso, segundo a ministra, o programa também prevê ações de capacitação dos profissionais que atuam com os jovens, especialmente dos policiais.
"Será extremamente importante o trabalho que faremos com as forças policiais para que possamos ter um comportamento diferenciado dos policiais em relação aos jovens, especialmente em relação ao jovem negro que, por conta da discriminação racial, acaba sendo mais atingido por essa violência", explicou a ministra.
O Juventude Viva, segundo a ministra, irá beneficiar não apenas jovens negros entre 15 e 29 anos, mas toda a população das regiões contempladas com iniciativas como a construção de espaços culturais.
"Pretendemos atingir os jovens negros, que, nos últimos anos, são os que mais têm sofrido com esses altos índices de homicídios, mas, embora o diagnóstico que conduza o programa leve em conta a população negra, seu caráter é amplo. A instalação de uma praça de cultura em um bairro de maioria negra faz toda a diferença para toda a população", acrescentou a ministra.
"Embora tenhamos experimentado, nos últimos anos, uma melhoria dos indicadores sociais da população negra, temos ainda milhões de jovens negros que estão fora da escola e do mercado de trabalho, sendo uma população vulnerável às possibilidades de se envolver em situações violentas e que tem a vida pouco valorizada, já que não está inserida em nenhum tipo de rede social mais forte."
Coordenado pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, da Presidência da República, o programa contará com a colaboração dos ministérios da Cultura, Educação, Saúde, Trabalho e Esportes.

Fonte : Agencia Brasil

ARTEFATOS DA CULTURA NEGRA NO CEARÁ & MEMÓRIAS DE BAOBÁ – III – 2012 tem inscrições PRORROGADAS




Universidade Federal do Ceará

Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira

Faculdade de Educação


INSCRIÇÕES PRORROGADAS

Inscrições com trabalhos podem ser realizadas até o dia 03/10/2012


Todos os procedimentos para as inscrições vocês encontram nas páginas 06 e 07 no Link PDF do nosso evento.

LINK PDF: 

Período de Realização: Primeira Etapa - De 09 a 12 de outubro (terça a sexta). Segunda Etapa (Memórias de Baobá – III), de 02 a 06 de dezembro/2012.

Local: Fortaleza – Ceará

Informações: 


artefatosnegros@gmail.com

Movimento realiza homenagem à Sônia Leite


  

Convidamos a todas  e todos  para juntos prestarmos uma homenagem àquela que dedicou sua vida a luta pelo fim das desigualdades de gênero, raça e classe, a guerreira 
SONIA LEITE
Nesta sexta feira dia 28 de setembro /12
Horário :19h 
Onde: Igreja do Rosário dos Homens Preto 
Largo do Paissandu, SP-capital.


Fonte e informações : Sandra Mariano 

Termina dia 2/10 seleção para contratação de consultorias de design e desenvolvimento de plataforma digital para o Observatório Brasil de Igualdade de Gênero


Candidaturas serão aceitas até o dia 2 de outubro de 2012. O período de contratação será de novembro de 2012 a abril de 2013.
O anúncio das contratações das consultorias na modalidade produto foi publicado, nos editais 2 e 3, de 17 de setembro, no Diário Oficial da União.

Os contratos serão feitos pela ONU Mulheres, por meio do acordo de cooperação estabelecido com a SPM para apoio à implementação do II Plano nacional de Políticas para as Mulheres (PNPM) e do Observatório Brasil de Igualdade de Gênero. As duas consultorias serão prestadas nas instalações da SPM, em Brasília. Todo produto resultante das consultorias será de propriedade exclusiva da SPM para fins de utilização e forma de divulgação.

As candidaturas serão aceitas até o dia 2 de outubro de 2012. O período de contratação será de novembro de 2012 a abril de 2013.


PERFIL 1 – CONSULTORIA ESPECIALIZADA EM DESIGN DE INTERFACES

Objetivo do contrato: Contratação de consultoria técnica de pessoa física em design de interfaces para a construção de portal para agregar informações do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero em plataforma híbrida.

Perfil requerido:
Requisitos mínimos: Profissional com formação ou experiência nas áreas de comunicação visual, projetos web, Publicidade, Marketing ou Design Gráfico. 

Requisitos desejáveis: Arquitetura da Informação, cardsorting, análise de conteúdo, sitemap, taxonomia; avaliação heurística - testes de usabilidade; benchmark de portais web; criação de protótipos; Desenho de interfaces (Layout de Sites/Portais); Levantamento de requisitos; Codificação front-end (HTML, CSS, PHP, Javascript); Google Analytics; Google Adwords; conhecimento da Plataforma ZOPE/PLONE.

Condições de pagamento: O pagamento será realizado pela ONU Mulheres e será efetuado em oito parcelas, mediante a entrega e aprovação dos produtos pela equipe técnica do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero. O desembolso será realizado em aproximadamente sete dias úteis após a aprovação do produto apresentado.

Candidatura: envio de currículo com proposta técnico-financeira de 19 de setembro de 2012 até 02 de outubro de 2012 para o endereço eletrônicoselecao.designerplataforma@spmulheres.gov.br, especificando no assunto da mensagem: “Seleção Designer - Plataforma digital”.

Acesse: Edital nº 003/2012 - Termo de Referência


PERFIL 2 – CONSULTORIA ESPECIALIZADA EM DESENVOLVIMENTO DE PLATAFORMA DIGITAL

Objetivo do contrato: Essa consultoria visa produzir subsídios para planejamento de especificação de desenvolvimento de código e escolhas de tecnologias de programação, com vistas a posterior implementação, no âmbito do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero, de portal web 2.0 para acesso e discussão de conteúdos publicados no âmbito do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero.

Perfil requerido:
Requisitos mínimos: Profissional com formação em Ciência da Computação, Análise de Sistemas, Engenharia de Softwares, áreas correlatas, e/ou experiência comprovada em desenvolvimento de software. Será diferencial experiência em desenvolvimento de software livre, comprovada por registro de contribuições, e implementação de sistemas web 2.0 utilizando ferramentas e linguagens de programação livres.

Requisitos desejáveis: Experiência com ZOPE/PLONE; Administração de servidores Linux; Desenvolvimento em linguagem Python; Programação orientada a objeto; Análise de Requisitos e UML; Elaboração de projetos de software para web; Codificação front-end tableless (HTML, CSS, PHP, Javascript).

Condições de pagamento: O pagamento será realizado pela ONU Mulheres e será efetuado em seis parcelas, mediante a entrega e aprovação dos produtos pela equipe técnica do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero. O desembolso será realizado em aproximadamente sete dias úteis após a aprovação do produto apresentado.

Candidatura: envio de currículo com proposta técnico-financeira de 19 de setembro de 2012 até 2 de outubro de 2012 para o endereço eletrônicoselecao.desenvolveplataforma@spmulheres.gov.br, especificando no assunto da mensagem: “Seleção Desenvolvedor - Plataforma digital”.

Acesse: Edital nº 002/2012 - Termo de Referência

Fonte : OBS.Brasil de Igualdade de Gênero 

Programa Nova África será lançado sexta feira TV Brasil


Brasil está ganhando uma nova identidade visual, que chega aos telespectadores juntamente com a estreia de dois programas e a renovação de temporadas de três atrações que já fazem sucesso na grade da emissora.
As novidades foram apresentadas na noite desta segunda-feira (24), em evento no Casarão Ameno Resedá, espaço cultural localizado no bairro do Catete, na zona sul do Rio.
O cromatismo da nova identidade  visual marcará, de forma distinta, cada um dos segmentos temáticos da emissora da EBC: jornalismo; cultura, cidadania,educação; juvenil/infantil; documentários, filmes, séries, música; e esportes.

Um dos destaques é a segunda temporada da série “Nova África”, apresentada pela jornalista Dina Adão, da Guiné-Bissau, que fará uma viagem por 30 países africanos, estabelecendo uma conexão direta entre o Brasil e o terceiro maior continente do mundo, que faz parte de nossas origens.
Com estreia dia 28, às 22 horas, o programa permite ao telespectador conhecer a África contemporânea, longe dos esteréotipos. Ao todo serão 26 capítiulos, cada um com 26 minutos de duração. A proposta do programa é mostrar este imenso continente a partir do olhar do próprio africano. Para isto, as equipes de reportagem da TV Brasil percorreram 30 dos 54 países do continente, registrando sua cultura, religião, hábitos e costumes diários, muitos deles desconhecidos dos brasileiros.

Criado em 2009, o programa procura mostrar a realidade de um lugar em constante e rápida transformação, diferente do que é frequentemente passado.
Esta viagem pelo continente africano abordará os aspectos contemporâneos e históricos, numa verdadeira viagem pelo tempo dos povos africanos. A partir de relatos pessoais, temas como política, economia, cultura popular, tecnologia, meio ambiente, turismo, saúde serão abordados de forma objetiva e isenta. Isso sem falar na beleza de sua savanas e florestas, na riqueza de suas tradições, música, dança e comportamento, herança forte transmitida a todos, principalmente ao Brasil.
Veja Vídeo da chamada

CEPAL apresenta perspectivas do crescimento econômico para 2012 e 2013


Relatório Estudo Econômico da América Latina e do Caribe
  A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) apresentará na próxima terça-feira, 2 de outubro, em sua sede em Santiago, Chile, o “Estudo Econômico da América Latina e do Caribe 2011-2012″, que resume a situação macroeconômica atual dos países da região e apresenta as perspectivas de crescimento para 2012 e 2013.
O relatório anual, um dos mais importantes da CEPAL, indica que as dificuldades externas têm provocado uma desaceleração do crescimento regional nos últimos meses, com diferenças significativas entre os países. Fazem parte deste estudo a estimativa do crescimento por país e uma análise dos fatores que a explicam.
O documento inclui também um resumo das medidas adotadas pelos países da região diante das diversas turbulências externas que têm afetado a economia mundial de 2008 até hoje, e das ações adotadas coletivamente pela região para enfrentá-las.

Serviço
Coletiva de imprensa transmitida ao vivo, por videoconferência, para o Escritório da CEPAL no Brasil, às 11h
SBS. Edifício BNDES, 17º andar – Brasília/DF
Informações: Pulcheria Graziani
(61) 3321-3232 | 3321-7540 | 9976-8030
pulcheria.graziani@cepal.org

Presidenta da Libéria agradece ONU por ajudar país a encontrar o caminho da paz



Dez anos após o fim de uma sangrenta guerra civil, a Libéria conseguiu fazer grandes progressos em direção à paz e estabilidade duradouras, afirmou ontem (26) sua Presidenta, Ellen Johnson-Sirleaf, em discurso à Assembleia Geral da ONU. “À medida em que a Libéria caminha em direção a seu décimo ano sem conflitos, podemos afirmar com convicção que o nosso país alcançou a paz”.
“A Libéria não é mais um lugar de conflitos, guerras e privações. Não somos mais o país de onde nossos cidadãos fogem, do qual nossos parceiros internacionais têm pena e nossos vizinhos temem”, acrescentou.
A Presidenta Johnson-Sirleaf agradeceu a ONU por ser “uma parceira empenhada e eficaz” com o seu país que emergiu do conflito e embarcou no caminho para a paz, segurança e desenvolvimento. “Devemos gratidão a Organização por preservar um ambiente favorável para a consolidação da paz e construção do Estado.”
A ONU mantém uma força de manutenção da paz na Libéria desde 2003 para reforçar um acordo de cessar-fogo pondo fim a uma década de guerra que matou cerca de 150.000 pessoas, a maioria civis. O mandato da Missão das Nações Unidas na Libéria (UNMIL) inclui ajudar a restaurar o Estado de Direito e dos processos democráticos, bem como facilitar a assistência humanitária.

Fonte : ONU 

BRUXELAS : EXPO RHODE MAKOUMBOU




Exposição em Bruxelas de Rhode Makoumboudu. 

De 6 a 31  de   outubro de 2012.






Abertura sexta-feira, 5 de outubro de 18 h 30'.

Em huis Kuumba Vlaams-Afrikaans. 35, rue de la Paix 1050 Bruxelas.

A entrada é franca


























Biografia:

Rhode Bate-Seba Makoumbou nasceu em 29 de agosto de 1976, em Brazzaville, República do Congo.Desde sua infância, ela foi empossado na pintura de seu pai, o pintor David MAKOUMBOU. Desde 1989, ela foi totalmente envolvido nas artes. Em seu trabalho ela coloca ênfase especial sobre as atividades sociais tradicionais da mulher Africano.

Por suas pinturas a óleo que ela usa principalmente a pintura faca. Suas pinturas são vários Africano estilo típico (a partir da escultura tradicional), mas também são influenciados pela arte realista expressionismo e cubismo. 
desde 2002, esculturas de Rhode Makoumbou numerosos feitos em material compósito (cola de serragem e madeira sobre uma estrutura de metal). Eles representam ocupações indígenas para que ameaça desaparecer. Algumas imagens são de 3 metros de altura e muito impressionante! 
Ela se vê como um artista, arquivista dos valores sociais e culturais da África, em geral, e do Congo, em particular.Em suas entrevistas ela fala muitas vezes sobre o respeito dos valores ideológicos do indivíduo e da diversidade cultural. 

Ela sempre atribuiu grande importância para a arte e a relação entre o artista e seu público. 


Fonte : http://www.facebook.com/nomesafro

26 de setembro nasce uma estrela : Bessie Smith

Bessie Smith nasceu a 15 de abril de 1894, em Chattanooga, Tennesee. Embora que seus pais tenham morrido quando ela era uma criança, Clarence, seu irmão mais velho, a convenceu a continuar no canto e na dança. Conseguiu trabalho no vaudeville e se tornou uma protegida de Ma Rainey; no fundo Bessie sabia que estava no caminho certo para se tornar uma grande nome do blues americano.

Bessie se mudou
 para o norte e passou o início dos anos vinte se apresentando em Atlantic City. Smith se tornou uma figura famosa como resultado de seu primeiro álbum em 1923, gravado pela Columbia, "Downhearted Blues". 

A produção musical de Bessie era impressionante, recebendo colaborações de músicos como James P. Johnson, Coleman Hawkins, Louis Armstrong, Don Redman e Fletcher Henderson; Smith ganhava milhares de dólares por semana nos anos vinte, mas devido à popularidade do swing, o blues entrou em declínio para o público nos anos trinta, tendência essa que resultou no fim do 10 anos de contrato e 160 músicas gravadas para a Columbia Records.

Bessie continuou cantando ao vivo e conseguiu gravar mais quatro canções devido a insistência de John Hammond durante seus seis últimos anos, antes de falecer a 26 de setembro de 1937, quando supostamente sangrou até a morte depois de uma batida de carro. 

Bessie Smith foi a primeira cantora de blues a se tornar um grande sucesso devido a sua carreira na indústria fonográfica. Músicas com letras sociais, um estilo vocal bem definido e claro, uma vida pessoal bem aberta com quebra de costumes e sabendo se defender contra atitudes racistas, tudo isso fez de Bessie na época algo equivalente ao que Miles Davis representaria depois.

FONTEs: CLUBE DO JAZZ
Nomes Afro e africanos e seus sig.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Dar inicio em Brasília Iº Oficina Quilombola "Rede Temática de Assistência Técnica e Extensão Rural Quilombola"


O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) promove, nestas terça e quarta-feira (25 e 26), a primeira oficina para a constituição da Rede Temática de Assistência Técnica e Extensão Rural Quilombola. O objetivo do evento é levantar subsídios para a construção da rede, que teve sua proposta aprovada, em março deste ano, durante o 1º Seminário de Ater Quilombolas, em Brasília. 
O coordenador-geral de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais do MDA, Edmilton Cerqueira, afirmou que foi durante o seminário no início deste ano que os quilombolas decidiram construir uma rede voltada para esse público. “Eles viram que era o momento de constituir uma Ater que pudesse articular as políticas para eles, ampliando o espaço de discussão e de formulação da Ater.” 
A oficina, explica Edmilton, tem, também, como objetivos interferir no processo de qualificação e capacitação dos agentes de Ater e elaborar um plano de trabalho, com um passo a passo do processo de constituição da rede. “É um momento que os quilombolas aguardam há muito tempo”, completou. 
  Representantes da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) e gestores públicos federais estarão presentes na oficina. A iniciativa do evento é uma parceria entre o Departamento de Ater (Dater) e a Coordenação-Geral de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais (CGPCT), ambos do MDA. 
Redes temáticas
As redes temáticas foram criadas em 2007 com o objetivo de fortalecer e qualificar temas significativos para a agricultura familiar. Atualmente, estão em funcionamento 13 redes, envolvendo mais de 500 agentes de assistência técnica e extensão rural e suas respectivas entidades. 
Serviço 
Oficina sobre Rede Temática de Assistência Técnica e Extensão Rural Quilombola 
Data: 25 e 26 de setembro, terça e quarta-feira 
Hora: 9h às 18h 
Local: Sala de Reuniões do Edifício Sarkis, Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 16, Loja 10, 1º subsolo – Brasília (DF).