sábado, 31 de dezembro de 2011

ORAÇÕES A IEMANJA - FELIZ ANO 2012

Oração de Yemanjá
Odoiá, odoiá, Iemanjá,
Rainha das Ondas, sereia do mar.
Como é belo seu canto, senhora!
Quem escuta chora, mãe das águas,
Do oceano, soberana das águas.
Dê-me sucesso, progresso e vitória.
Abra meus caminhos no amor e cuide de mim.
Que as águas sagradas do oceano lavem minha alma e meu ser.
Abençoe, mãe, minha família e meus amigos.
Permita que o amor seja nossa maior fonte de energia.
Sou suas águas, suas ondas, e a senhora cuida dos meus caminhos.
Iemanjá, em seu poder eu confio.


 

ORAÇÃO A IEMANJÁ

Iemanjá,
Mãe do Mundo,
Força que mantêm a criação,
Senhora de todos os bens,
Alento da própria vida…
Mãe magnânima de todas as mães,
O mar é o seu símbolo, o sal a sua marca.
Proteção é o seu aleitamento eterno,
Iemanjá – Mãe Querida,
Ajuda-nos com tua constância,
Exemplificando em nós o desejo
de perseverar-nos no amor ao nosso
Pai OLORUN.
Odoiá Iemanjá.
 

ORAÇÃO A IEMANJÁ

Iemanjá,
Mãe do Mundo,
Força que mantêm a criação,
Senhora de todos os bens,
Alento da própria vida…
Mãe magnânima de todas as mães,
O mar é o seu símbolo, o sal a sua marca.
Proteção é o seu aleitamento eterno,
Iemanjá – Mãe Querida,
Ajuda-nos com tua constância,
Exemplificando em nós o desejo
de perseverar-nos no amor ao nosso
Pai OLORUN.
Odoiá Iemanjá.






Desejo  todas e todos uma feliz passagem de  ano novo e um ano novo repleto de paz, alegrias e conquistas  .
Que minha mãe lhes protejam !

Mônica Aguiar

Na Colômbia, agora é lei: homens e mulheres devem ter salários equivalentes

Colômbia - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, sancionou a lei que determina que homens e mulheres tenham equivalência de salários. A medida atende a uma série de apelos de entidades de defesa das mulheres que se queixavam da discriminação salarial por sexo ou gênero, como definem os especialistas.
"Acabo de aprovar a lei que elimina a discriminação que existe contra as mulheres em matéria salarial", disse o presidente. Segundo ele, estudos recentes mostram que mulheres que ocupam os mesmos cargos de homens e têm tarefas idênticas às desempenhadas por eles chegam a receber um salário 20% inferior.
Santos determinou ainda que o Ministério do Trabalho atue com "muito rigor" no cumprimento da nova lei. De acordo com o departamento nacional de estatísticas da Colômbia, no trimestre entre agosto e outubro de 2011, a população economicamente ativa estava estimada em 22,8 milhões de pessoas, dos quais 9,76 milhões, o equivalente a 42,8%, eram mulheres.
Na relação de desempregados, estimados em cerca de 2,18 milhões, 1,24 milhões de pessoas eram mulheres, o equivalente a 56,8%.

*Com informações da Presidência da República da Colômbia e da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Senado uruguaio aprova lei de descriminalização do aborto

O Senado uruguaio aprovou nesta terça-feira a lei que descriminaliza o aborto no país, em meio a manifestações de religiosos e organizações feministas. Três anos atrás, o governo anterior vetou a legalização da prática.
A votação final, após quase dez horas de debate, marcou 17 votos a favor e 14 contra. Agora, a iniciativa passará para a Câmara dos Deputados, que só analisará a proposta após o recesso parlamentar. Caso a lei também seja aprovada pela câmara, o presidente José Mujica já declarou que não usará seu poder de veto. A Igreja Católica já avisou que deve excomungar os legisladores católicos que votarem a favor do projeto.
No Uruguai, país com baixo desenvolvimento demográfico e com apenas 3,4 milhões de habitantes, o aborto é tido como um crime desde 1938. Tantos os senadores como os deputados aprovaram a descriminalização do aborto em outubro de 2008, mas o então presidente socialista Tabaré Vázquez vetou a lei, criando uma crise interna em seu partido, o que o levou a sair do Partido Socialista.
O projeto de lei estabelece que “toda mulher maior de idade tem direito a decidir sobre a interrupção voluntária de sua gravidez durante as primeiras doze semanas do processo de gestação”. Esse período de três meses não deverá ser levado em conta se a gravidez for produto de um estupro, se a saúde ou a vida da mulher estiverem em risco e se existir “má formação grave do feto, incompatível com a vida extrauterina”.
Os serviços públicos de saúde, sejam eles públicos ou particulares, terão a obrigação de realizar o aborto gratuitamente nas mulheres que solicitarem o procedimento, de acordo com o texto do projeto.
A senadora Monica Xavier, que apresentou o projeto, explicou que a descriminalização tem como objetivo evitar as mortes consequentes de abortos clandestinos. Segundo ONGs, são praticados 30 mil abortos por ano no Uruguai. A lei em vigor determina de três a nove meses de prisão a mulher que fizer aborto e seis a 24 meses a quem colaborar com a interrupção da gravidez. Quem fizer o procedimento sem o consentimento da mulher pode ficar de dois a oito anos na prisão.

Fonte e texto : Agencia Patricia Galvão

Ex-ministra Madalena Neves é a nova embaixadora de Cabo Verde em Portugal

Cidade da Praia - A economista Madalena Neves, ex-ministra do Trabalho, Família e Solidariedade Social é a nova embaixadora de Cabo Verde em Portugal.

 José Maria Neves chefe do Governo anunciou o nome da nova embaixadora em Lisboa numa entrevista à Televisão Independente de Cabo Verde (Tiver), transmitida na quinta-feira a noite.  
 Na mesma entrevista José Maria Neves garantiu que o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, deu o seu consentimento para a nomeação de Madalena Neves e que as autoridades portuguesas já concederam o seu aval à nova diplomata cabo-verdiana.  
 O Chefe do Governo anunciou também que, até finais de Janeiro de 2012, serão conhecidos os novos embaixadores de Cabo Verde em Espanha, França e Alemanha. 
 Formada em Economia na Ex-URSS, Madalena Neves chefiou nos últimos dez anos vários ministério dos governos de José  Maria Neves, tendo estado até Março deste ano como ministra do Trabalho, Família e Solidariedade Social.
 Cabo Verde estava sem embaixador em Portugal desde o início do ano, quando Arnaldo Andrade, que ocupava o posto, foi eleito deputado, a 06 de Fevereiro de 2011, pelo círculo da Europa na lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, no poder).

Fonte : ANGOP

MESCT prevê atribuir seis mil bolsas internas e externas em 2012


Angop
Ministra do Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira
Ministra do Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira
Luanda - A ministra do Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira, anunciou hoje (sexta-feira), em Luanda, que a sua instituição vai atribuir seis mil novas bolsas de estudo em 2012, perfazendo um total de 15 mil já existentes.
 Maria Cândida Teixeira, que falava na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, informou que o referido incremento visa honrar os compromissos assumidos pelo executivo em 2008.
 De acordo com a titular da pasta do MESCT, estas bolsas serão internas e externas, tendo como meta consolidar a formação que é uma das áreas de capital importância.
 De 2008 a 2011, acrescentou, beneficiaram de bolsas de estudo internas nove mil estudantes, enquanto para as externas foram enviados mil 870 estudantes distribuídos por vários países e áreas de conhecimento.
 "Existem actualmente sob controlo do INABE, no exterior do país, um total de dois mil 405 estudantes bolseiros, sendo mil 965 a fazerem licenciatura, 146 em mestrado e para o doutoramento estão 294”, reforçou.
 Segundo a ministra, no ensino superior existe um plano de implementação das linhas mestras, que começou com a criação de um Sistema de Ensino Superior Público, constituído por sete regiões académicas.
 Quando a instituição de ensino superior foi feito um acompanhamento através de visitas e gestões de dossiers, constatando-se um bom relacionamento entre estas e a tutela.
 Para a ministra, fazendo jus ao plano orientador do executivo, foi possível triplicar o número de estudantes existentes em 2007, que eram de cerca de 50 mil estudantes para mais de 150 mil presentes.
 Contudo, disse, não se pode pensar que tudo corre em perfeitas condições, porquanto é necessário melhorar muitos dos indicadores de qualidade de ensino.
 "O desenvolvimento de Angola depende de recursos humanos qualificados nas diferentes vertentes do saber, por este facto é que é grande responsabilidade que impede sobre nós", frisou.

 

Fonte: ANGOP

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Cenário de preços reduzidos e crescimento para 2012

Carta de Conjuntura apresenta e analisa dados do 3º trimestre de 2011 e faz projeções para o próximo ano
A inflação está controlada no Brasil, uma boa notícia, apesar de seus vilões frequentes: os preços de serviços (como água, luz, gás) e transportes, por conta da contaminação do aumento do preço dos combustíveis, ocorrido em trimestres anteriores. “É apenas um reflexo da política monetária corretamente adotada anteriormente”, afirmou Roberto Messenberg, coordenador do Grupo de Análises e Previsões do Ipea, durante a apresentação da 15ª Carta de Conjuntura, na última quinta-feira, 15, no Rio de Janeiro. A outra boa notícia presente no documento é a desaceleração do repasse da alta dos preços no atacado aos preços ao consumidor. Tudo indica que nos próximos meses ocorrerá uma desinflação, por conta das políticas adotadas pelo Banco Central na atual gestão.
Apesar dos dados divulgados recentemente pelo IBGE – Produto Interno Bruto (PIB) com crescimento nulo entre o segundo e o terceiro trimestres de 2011 –, o Brasil apresentou crescimento positivo e dentro do esperado ao longo do ano. “Mesmo que este último trimestre apresente crescimento zero, na média anual o crescimento seria da ordem de 2,8% a 3,0%, mas esperamos chegar aos 3,3%”, disse o economista Leonardo Carvalho, membro do GAP e um dos colaboradores da Carta de Conjuntura.
O resultado do PIB no terceiro trimestre, o pior desde o primeiro trimestre de 2009, significou uma forte desaceleração em relação ao período imediatamente anterior, quando o mesmo havia crescido 0,7%. As medidas macroprudenciais adotadas em dezembro de 2010 tinham como principal objetivo conter o ritmo de crescimento da economia, diagnosticado como excessivo, diante da deterioração da inflação e do cenário favorável no mercado de trabalho – com a manutenção do rendimento médio real em patamares elevados e dos baixos níveis de desocupação registrados.
Entre o terceiro e o segundo trimestres de 2011, a contenção do ritmo de crescimento da atividade econômica atingiu, principalmente, a indústria (-0,9%) e, secundariamente, o setor de serviços (-0,3). A agricultura, por sua vez, foi o único setor a registrar crescimento positivo (+3,2%), em função do aumento do acesso ao crédito no terceiro trimestre.

Desalinhamento

Segundo Messenberg, a crítica à atual política econômica se deve à histórica falta de alinhamento entre as políticas fiscal e monetária. Numa perspectiva histórica, declarou o coordenador, “o Plano Real foi uma boa tacada, mas deixou sequelas que sofremos até hoje”. Messenberg fez uma comparação da política econômica do governo Fernando Henrique Cardoso com a trajetória do personagem de Paul Newman no filme The Hustler (Desafios à Corrupção), do cineasta norte-americano Robert Rossen. “Tínhamos, então, uma política econômica sem personalidade. O personagem do filme, como a política econômica daqueles anos, torna-se um grande jogador internacional, mas sem crescimento – no caso do Brasil, econômico, e no caso do personagem, emocional.”
O desenvolvimento econômico no Brasil só ocorreu de fato, segundo Messenberg, após as políticas adotadas durante o governo Lula, e que se estendem até hoje, com o governo atual, principalmente com gestão do Banco Central. Nesse sentido, acrescentou, “a política econômica não deve olhar só para as metas de inflação, mas fazer como se faz hoje, analisar as trajetórias dos preços dos ativos, da inflação, do emprego, dos níveis do crédito e de atividade, entre outras variáveis.” De acordo com o coordenador, “ainda levará tempo para que a política fiscal ajuste-se à condução da monetária, mas estamos no caminho correto e não há nada nele que possa assustar os trabalhadores ou os consumidores”.


Fonte : IPEA

Mestre João Pequeno de Pastinha é homenageado em Salvador

Por Daiane Souza


Brígida RodriguesEncerra-se nesta quarta-feira (28), em Salvador, a agenda de homenagens a João Pereira dos Santos, conhecido como João Pequeno de Pastinha, pelos seus 94 anos de nascimento. Parte da segunda geração de capoeiristas a partir de Mestre Pastinha – maior da história – João Pequeno é considerado o maior da atualidade na modalidade Angola, a qual se dedicou a preservar durante 75 anos até a sua morte no último 9 de dezembro.
As homenagens tiveram início no dia 16 de dezembro e para encerrar, o Centro Esportivo de Capoeira Angola do qual foi mestre prepara um grande encontro de Capoeira que terá início às 17 horas. O local escolhido foi o Forte Santo Antônio Além do Carmo, tradicionalmente conhecido como Forte da Capoeira.
Dedicação - Nascido em 27 de dezembro de 1917 no interior da Bahia, foi filho de Maria Clemença de Jesus, ceramista e descendente indígena e de Maximiliano Pereira dos Santos cuja profissão era vaqueiro. Aos quinze anos João teve seu primeiro contato com a capoeira. Aos 25 anos, em Salvador, conheceu mestre Barbosa que oferecia treinos de capoeira a um grupo de amigos pelas redondezas de onde moravam.
Inscrito no Centro Esportivo de Capoeira Angola passou a acompanhar Mestre Pastinha que o apelidou como João Pequeno. No final da década de sessenta, sem poder ensinar Mestre Pastinha entregou a responsabilidade da academia para João Pequeno. “João, você toma conta disto, porque eu vou morrer, mas morro somente o corpo, e em espírito eu vivo. Enquanto houver Capoeira o meu nome não desaparecerá”, disse o mestre.
Baluarte cultural - Na academia de Mestre Pastinha, João Pequeno ensinou capoeira a todos os grandes capoeiristas da contemporaneidade. Entre eles estão João Grande, que tornou-se seu Grande parceiro de jogo, Morais e Curió. Aconselhado por Mestre Pastinha a trabalhar menos e dedicar-se mais a capoeira, João Pequeno ensinou e comandou as rodas da academia até os 93 anos de idade.
O mestre que via a capoeira como um processo de desenvolvimento do indivíduo a considerava um forte símbolo da resistência do negro para manter-se na sociedade. “Uma luta criada pelo fraco para enfrentar o forte”, dizia. Mas lembrava que por traz do jogo existia um outro lado: “Uma dança, cuja qual ninguém deve machucar o par”, lembrava explicando que o bom capoeirista deve ter domínio de sua técnica “Sabe parar o pé para não machucar o adversário”, concluía.
Capoeira Angola – Criada no Brasil, a Capoeira é a única modalidade de luta marcial que se faz acompanhada por instrumentos musicais. No início, esse acompanhamento era feito apenas com palmas e toques de tambores. Ao longo do tempo introduziu-se o berimbau e outros instrumentos em sua percussão. Assim como a música conta com sete notas, a Capoeira tem variações apoiadas em sete golpes principais: Cabeçada, Rasteira, Rabo de Arraia, Chapa de Frente, Chapa de Costas, Meia Lua e Cutilada de Mão.
A Capoeira de Angola, a mais tradicional, tem um número pequeno de golpes, mas que podem atingir uma harmoniosa complexidade com as variações entre os golpes. A preocupação de João Pequeno de Pastinha na preservação da Capoeira Angola está no fato de este ser o estilo mais próximo de como os negros escravizados lutavam no Brasil colonial.
Reconhecimento – Por sua trajetória e dedicação em mudar a visão criminalizadora da sociedade em relação a Capoeira, mestre João Pequeno de Pastinha passou a ser reconhecido publicamente na década de 1990, ano em que recebeu o título de cidadão da cidade de Salvador, pela Câmara Municipal de Vereadores. Em 2003, foi agraciado com o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Uberlândia e com a Comenda da Ordem do Mérito Cultural tornando-se Comendador de Cultura da República pelo então Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Em 2007 recebeu ainda pela Câmara Municipal de Vereadores de Salvador, a Medalha Zumbi dos Palmares e, finalmente, em 2008 foi reverenciado com o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).


Fonte : Fundaão Cultural Palmares

TJGO reconhece legalidade de posse territorial do quilombo Kalunga

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) reconhece a legalidade do título de posse territorial do quilombo Kalunga. O título foi questionado em 2000 por meio de uma Suscitação de Dúvida apresentada pelo Cartório de Registro de Imóveis de Monte Alegre de Goiás e teve sua legalidade reconhecida pelo juiz Fernando Oliveira Samuel da comarca de Campos Belos.
O processo passou a ser considerado quando o Instituto de Desenvolvimento Agrário do Estado de Goiás (IDAGO) protocolou pedido de matrícula e registro de um trecho do território kalunga, conhecido como Serra da Contenda III. Segundo o instituto, as terras seriam devolutas à União, no entanto a conclusão após 11 anos de processo foi de que o problema estaria na má delimitação das terras.
Esclarecida a situação, a Fundação Cultural Palmares deve apresentar os documentos necessários à comprovação do direito de propriedade kalunga ao TJGO. De acordo com Alexandro Reis, diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-brasileiro da Fundação, a intenção é dar continuidade ao processo de modo que a certificação definitiva do Quilombo Kalunga aconteça o mais breve possível. Nos autos, o juiz Samuel ressalta em sua conclusão que a dúvida quanto a legalidade da certificação emitida pela Palmares está sanada, “cabendo ao tabelião promover o registro do imóvel”, declara.

Maior quilombo do Brasil – Situado no nordeste do Estado de Goiás, o Quilombo Kalunga existe desde 1722 e tem como território uma área de 253 mil hectares segundo a Fundação Cultural Palmares. O fato de os Kalungas terem permanecido distantes dos centros urbanos e de difícil acesso, fez da comunidade um das poucas que praticamente não sofreram influências externas em seu modo de vida.
A comunidade é composta por aproximadamente 800 famílias que no dia-a-dia, se dedicam à plantação de mandioca, arroz, fumo, milho e feijão, além de criar gado e aves e praticarem caça e pesca. Apesar disso, a fabricação de farinha é a atividade produtiva mais importante, base principal do sustento e foco de união das famílias.
O quilombo foi declarado em 2010 como área de interesse pela Presidência da República e passa por procedimentos de desapropriação dos imóveis rurais localizados em sua área de abrangência. O Ministério Público Federal tem acompanhado o processo assegurando os direitos da comunidade e fiscalizando as ações de regularização fundiária do território.

Fonte : Fundação Cultural Palmares

Tribunal do Egito ordena fim de testes de virgindade para presas

Uma corte civil egípcia determinou na terça-feira que o Exército acabe com os testes forçados de virgindade nas mulheres detidas em prisões militares depois de um processo movido por uma mulher.  
O chefe da Autoridade Militar de Justiça, no entanto, afirmou em um comunicado divulgado pela agência estatal de notícias Mena que a decisão não poderá ser executada porque não há uma lei que force os testes de virgindade em presas e, se alguém tiver feito isso, terá sido um ato individual que exige investigação criminal.
Os governantes militares que substituíram o presidente deposto Hosni Mubarak em fevereiro estão sob pressão cada vez maior dos ativistas, que os criticam por conduzir mal a transição para um governo civil e por violar os direitos humanos de manifestantes.
Esse é o segundo caso da semana em que os ativistas civis obtiveram uma decisão favorável envolvendo o Exército.
"A corte ordena que a execução do procedimento dos testes de virgindade em garotas dentro das prisões militares seja interrompida", disse o juiz Aly Fekry, presidente da Corte Administrativa do Cairo.
O processo foi movido por Samira Ibrahim, que disse que o Exército forçou outras seis mulheres e ela a submeterem-se a testes de virgindade em março, depois de terem sido presas em um protesto na Praça Tahrir, no Cairo.
No domingo, outro juiz civil determinou a libertação de um conhecido blogueiro que havia sido detido pelo Exército em outubro sob a acusação de "incitar a violência e a sabotagem" durante um protesto promovido por cristãos.
Um oficial do Exército foi citado em maio dizendo que os testes eram executados para que os militares não fossem acusados depois de ter estuprado as presas.
Ibrahim - que é de Sohag, cidade conservadora do sul do Egito - foi transferida a uma corte militar quatro dias depois de sua prisão.
Ela recebeu uma pena de prisão de um ano por insultar autoridades, participar de assembleia não autorizada e desobedecer a um toque de recolher.
Ela abriu um processo contra o soldado que fez o teste de virgindade e a Justiça Militar está agora com o caso.
"Exigimos que aqueles que cometeram esse ato sejam responsabilizados", disse o advogado Basma Zahran, do Centro El-Nadim para Reabilitação de Vítimas de Violência, que entrou no caso de Ibrahim.
Uma autoridade da Justiça Militar afirmou na semana passada que os casos de testes de virgindade forçados foram transferidos para a Suprema Corte Militar e que os militares acusados de participar dos confrontos violentos e de violações aos direitos humanos dos manifestantes serão processados.

Fonte : (Estadão.com)

Senado uruguaio aprova lei de descriminalização do aborto

O Senado uruguaio aprovou nesta terça-feira a lei que descriminaliza o aborto no país, em meio a manifestações de religiosos e organizações feministas. Três anos atrás, o governo anterior vetou a legalização da prática.
A votação final, após quase dez horas de debate, marcou 17 votos a favor e 14 contra. Agora, a iniciativa passará para a Câmara dos Deputados, que só analisará a proposta após o recesso parlamentar. Caso a lei também seja aprovada pela câmara, o presidente José Mujica já declarou que não usará seu poder de veto. A Igreja Católica já avisou que deve excomungar os legisladores católicos que votarem a favor do projeto.
No Uruguai, país com baixo desenvolvimento demográfico e com apenas 3,4 milhões de habitantes, o aborto é tido como um crime desde 1938. Tantos os senadores como os deputados aprovaram a descriminalização do aborto em outubro de 2008, mas o então presidente socialista Tabaré Vázquez vetou a lei, criando uma crise interna em seu partido, o que o levou a sair do Partido Socialista.
O projeto de lei estabelece que “toda mulher maior de idade tem direito a decidir sobre a interrupção voluntária de sua gravidez durante as primeiras doze semanas do processo de gestação”. Esse período de três meses não deverá ser levado em conta se a gravidez for produto de um estupro, se a saúde ou a vida da mulher estiverem em risco e se existir “má formação grave do feto, incompatível com a vida extrauterina”.
Os serviços públicos de saúde, sejam eles públicos ou particulares, terão a obrigação de realizar o aborto gratuitamente nas mulheres que solicitarem o procedimento, de acordo com o texto do projeto.
A senadora Monica Xavier, que apresentou o projeto, explicou que a descriminalização tem como objetivo evitar as mortes consequentes de abortos clandestinos. Segundo ONGs, são praticados 30 mil abortos por ano no Uruguai. A lei em vigor determina de três a nove meses de prisão a mulher que fizer aborto e seis a 24 meses a quem colaborar com a interrupção da gravidez. Quem fizer o procedimento sem o consentimento da mulher pode ficar de dois a oito anos na prisão.

Fonte: AgenciapatriciaGalvão

Portal AFRICAS pergunta ? Qual avaliação que você faz do Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes?

O Portal Áfricas está colocando no ar, algumas manifestações sobre o Ano dos Afrodescendentes e queríamos convidar você a escrever algumas palavras também, sua participação é muito importante para nós. Como participar   Utilize o formulário abaixo “ Comente” e responda a seguinte pergunta: Qual avaliação que  você faz do Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes?



Para manifestar click aqui :

http://revistaafricas.com.br/archives/45697

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Governo institui cadastro nacional de gestantes de risco e auxílio financeiro para pré-natal e parto

Medida Provisória assinada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada hoje (27) no Diário Oficial da União cria um sistema de monitoramento universal das gestantes para a prevenção da mortalidade materna no país. Garante, ainda, auxílio financeiro para o deslocamento destas mulheres às consultas pré-natal e à unidade de saúde onde será realizado o parto. Os benefícios estão inseridos na estratégia Rede Cegonha, lançada no início do ano pela presidenta com o objetivo de ampliar, qualificar e humanizar a assistência oferecida às gestantes e aos bebês nas unidades do Sistema Único de Saúde.
A MP 557 determina, ainda, que todo estabelecimento de saúde que realize acompanhamento pré-natal e preste assistência ao parto e ao pós-parto crie uma comissão de cadastro, vigilância e acompanhamento das gestantes de risco. Essas comissões serão responsáveis por manter atualizadas as informações cadastrais de todas as gestantes atendidas pela referida unidade de saúde.
“Com estas medidas, estamos estimulando o pré-natal adequado e oferecendo às gestantes mais estrutura e tranquilidade na hora do parto. Com isso, esperamos também reduzir os índices de mortalidade materna no país”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
O texto prevê também a criação de um comitê gestor nacional, composto por representantes do Conselho Nacional de Saúde (CNS); dos conselhos nacionais de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e de Secretários Municipais de Saúde (Conasems); do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), além de representantes da sociedade civil. Este comitê vai avaliar e sugerir políticas, programas e ações de acompanhamento do pré-natal e de assistência ao parto e pós-parto.
Já o auxílio financeiro concedido às gestantes de risco assistidas pelo SUS será de até R$ 50. O objetivo é garantir o acesso delas a ações e serviços de saúde relacionados ao pré-natal e ao parto.
Caberá às secretarias municipais de saúde aderir formalmente à estratégia Rede Cegonha e, aos municípios, cadastrar as gestantes no Sistema Nacional de Cadastro da Gestante. A Caixa Econômica Federal será responsável pela liberação do benefícioMedida Provisória assinada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada hoje (27) no Diário Oficial da União cria um sistema de monitoramento universal das gestantes para a prevenção da mortalidade materna no país. Garante, ainda, auxílio financeiro para o deslocamento destas mulheres às consultas pré-natal e à unidade de saúde onde será realizado o parto.

A MP 557 determina, ainda, que todo estabelecimento de saúde que realize acompanhamento pré-natal e preste assistência ao parto e ao pós-parto crie uma comissão de cadastro, vigilância e acompanhamento das gestantes de risco. Essas comissões serão responsáveis por manter atualizadas as informações cadastrais de todas as gestantes atendidas pela referida unidade de saúde.
“Com estas medidas, estamos estimulando o pré-natal adequado e oferecendo às gestantes mais estrutura e tranquilidade na hora do parto. Com isso, esperamos também reduzir os índices de mortalidade materna no país”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
O texto prevê também a criação de um comitê gestor nacional, composto por representantes do Conselho Nacional de Saúde (CNS); dos conselhos nacionais de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e de Secretários Municipais de Saúde (Conasems); do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), além de representantes da sociedade civil. Este comitê vai avaliar e sugerir políticas, programas e ações de acompanhamento do pré-natal e de assistência ao parto e pós-parto.
Já o auxílio financeiro concedido às gestantes de risco assistidas pelo SUS será de até R$ 50.
 O objetivo é garantir o acesso delas a ações e serviços de saúde relacionados ao pré-natal e ao parto.


Fonte : BLOG do Planalto

O que estará na cabeça das mulheres em 2012 – Acessórios de cabelos

                                

Por Mônica Aguiar

São muitas opções de acessórios para usar nas madeixas  em  2012 . Eestão  com tudo !!! 



Com tantas opções historicamente existentes, as mulheres  não têm do que reclamar.
Os acessórios para cabelos estão chegando com tudo para a próxima temporada do próximo ano.

Já podemos ter uma idéia do que vai estar na cabeça das mulheres: - lenços, faixas, presilhas, penas, laços, strass em vários penteados : transas combinadas,  entre outros.
 A idéia é ter  acessórios que a mulher possa usar todos os dias, alternando cor, tamanho e as formas de usar. 

Além de bonitos os acessórios para cabelo  são ótimos para complementar o visual.
Não importa em que estação estamos nem muito menos a época, eles estão ali marcando presença com os mais diferentes modelos e estilos, incrementando penteados, seja com as madeixas presas ou soltas.
Não vê quem não quer !

As  tendências para 2012 já começam a surgir  nas cabeças e os acessórios que já são históricos na cabeças das mulheres negras , estão tomando força como tendência vindo com detalhes bem coloridos, estampas e enfeites de flores, frutas, listras, pérolas e muito dourado.
 
Para quem prefere um visual mais comportado, a sua disposição terá acessórios com detalhes como laços e apliques mais delicados. Para um visual mais sofisticado, a dica é utilizar acessórios com muito brilho, pedrarias e outros detalhes, principalmente em looks noturnos.

A idéia é abusar das  formas e acessórios que a mulher negra já usa cotidianamente em suas belas madeixas .
Isto vale para todas as mulheres independente da etnia !
Mas será nescessário  alternar a  cor, tamanho e a maneira de usar. Tudo casado com seu estilo, com o corte do cabelo ou penteado que estiver usando, bem como  seu tom de pele.
O mais importante é resgatar ou manter nossa cultura neste momento propciante na tendencia de 2012.

.



          




                                                                                                   




Cartomante prevê que “mulher” ganhará as eleições de 2012

A cartomante ressaltou que apesar de tudo, haverá muita união em TLFoto: kathia Mendonça
Há menos de 3 dias  para a chegada de 2012, muitas pessoas ja vem perguntado o que o novo ano reserva.
Entre as curiosidades dos três-lagoenses estão as eleições para prefeito, a economia e a saúde.
Em busca de algumas respostas, a equipe do Acontecems consultou a cartomante Vanezza Ibarra, de 35 anos.
Natural do México e de família cigana, há 11 anos Vanezza Ibarra, atende as consultas dos três-lagoenses, mas também recebe consultas via internet de pessoas de outras cidades, Estado e até países.

Confira as previsões

Acontecems - Quem tem mais chance de vencer na disputa a prefeitura de Três Lagoas, homem ou mulher?
Vanessa - Vejo a possibilidade de ganho de uma mulher.
A - Como você vê o setor econômico para Três Lagoas em 2012?
V - Promete muito crescimento em obras, trabalhos, empregos. Vejo várias novas empresas de Grande Porte vindo se instalar em Três Lagoas.
A - Na área da Saúde, quais as previsões?
V - Com relação a saúde, vejo ela muito precária. Vejo muitos problemas administrativos, uma mulher pode vir a mudar a situação, mas depende muito do poder público. Se as autoridades não começarem a agir teremos uma epidemia de Dengue. O setor de Saúde no município irá precisar de uma atenção muito especial.
A - Com relação a Segurança, o que você prevê para 2012?
V - Se 2011 foi um ano violento, se prepare, pois 2012 será pior. O ser humano tem que ter mais amor ao próximo. Prevejo muitas percas (vidas), seja por acidentes, mortes no transito, "muito sangue", roubos e briga pelo poder, que poderão acabar em mortes. Por outro lado, este período também é favorável para a união e para o amor.
A - No geral, como será com relação ao tempo? Muitas Chuvas?
V - Pelo contrário, 2012 será um ano de seca, muita estiagem, muito quente, consequência do efeito estufa. Teremos sim em junho/julho uma chuva muito intensa que irá destruir muitas coisas.

Após falar sobre Três Lagoas, Vanezza também comentou sobre algumas previsões para o mundo, já que milhares de pessoas acreditam que 2012 será o "fim do mundo".
Apesar do mundo não se "findar", Vanezza explica que muitas catástrofes estão previstas para 2012. "Vejo muitas catástrofes pelo mundo, tsunamis, vulcões em erupção".
A cartomante explica, que esses fatos estão ligados ao Calendário Maia e representam o final de um ciclo. "O mundo muda a cada cinco cliclos e 2012, de acordo com o Calendário Maia, é o ano de 5.125, ou seja, é considerado o final de um ciclo. Isso significa o ‘alinhamento no mundo', ou seja, dos planetas, e também representa a rotatividade, que são as ‘Mudanças no mundo' e é onde entram as catástrofes naturais".

Consultas
Atualmente Vanezza atende em sua residência e atende as consultas com hora marcada. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 9268-2718 pelo e-mail magiacigana_2000@hotmail.com. (Com informações de Luciana Navarro).

Fonte : ACONTECEms

Ministra da Comunicação Social inaugura Centro de Produção da TPA no Huambo


Huambo – A ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, é aguardada hoje, terça-feira, na cidade do Huambo, para entre outras acções de constatar o funcionamento do sector que dirige, proceder à inauguração do novo Centro de Produção da Televisão Pública de Angola (TPA).
 O empreendimento, apetrechado e equipado com meios modernos, vai permitir realizar emissões de programação local e manter os cidadãos informados nos principais blocos noticiosos em língua portuguesa e umbundu, com espaço de entretimento público, inserido no programa do Ministério da Comunicação Social de modernização do sector.
 Segundo o programa, a que a Angop teve acesso, durante a sua estada no Huambo, a ministra Carolina Cerqueira vai inteirar-se do actual funcionamento da Rádio Mais e será recebida pelo governador provincial, Fernando Faustino Muteka.
 A governante inaugurou no dia 23 do corrente mês o Centro de Produção da Rádio Caála e procedeu ao lançamento da primeira pedra para a construção do centro de produção da Rádio Bailundo.


Fonte : ANGOP

Promoção da mulher regista aumento de violência doméstica


Huambo - Novecentos e 80 casos de violência doméstica foram registados de 1 de Janeiro a 20 de Dezembro deste ano pela direcção provincial da Família e Promoção da Mulher no Huambo, contra 964 no mesmo período de 2010.
 De acordo com a directora provincial da promoção da mulher no Huambo, Maria do Rosário Amadeu, o aumento se deve a mudança de consciência da população no que tange a denúncia de casos de conflitos familiares.
 Segundo a responsável, da lista conta abandono de lar, expulsão de família, agressão física, adultério, acusação de feitiçaria, incumprimento de mesada, entre outros.
 Maria do Rosário Amadeu informou que 607 foram resolvidos na direcção da família e promoção da mulher, 148 encaminhados ao piquete integral da polícia nacional, 83 ao tribunal provincial e 142 estão em estudo para a sua resolução.
 A responsável apelou às famílias para uma convivência mútua, paz, diálogo e amor, com vista a se combater a violência doméstica que desestabiliza a sociedade.
 Maria do Rosário Amadeu considerou positivo o balanço das actividades realizadas pelo sector durante o ano 2011.
 Para o ano 2012,  a instituição prevê intensificar as campanhas de sensibilização nas comunidades, igrejas, escolas, unidades militares e policiais.


Fonte : ANGOP

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Retrospectiva - FOTOS DO SEMINÁRIO QUEM REAFIRMA GARANTE DIREITOS

24/11/2011 por



O Centro de Referência da Cultura Negra de Venda Nova, Centro de Referência de Cultura da Mulher Negra de Minas Gerais e Fórum Estadual de Mulheres Negras de Minas Gerais  Realizou  dia o6 de novembro o seminário estadual  “Quem Reafirma Garante Direitosem Venda Nova /BH-MG

O Seminário foi   uma celebração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, guardado em 25 de julho, uma celebração do Ano internacional dos e das   Afro descendentes e dos 300 anos de Venda Nova .
Várias  mulheres receberam homenagen pela sua trajetória  nas lutas em diversos  segmentos  como:- Movimento negro, feministas,  sindical, partidária , cultura e popular .
  O evento é voltado para as associadas da entidade,  do Fórum Estadual de Mulheres Negras entidades do  organizações sociais, estudantes e gestores públicos.
O evento contou com a presença de diversas lideranças de Minas Geraias,  estando presente mais de 12 cidades. A Coordenadora de Políticas para Mulheres de Belo Horizonte Lúcia Lapolinária, Fernada Sampaio UGT MG, Zélia UNEGRO/BR, Vera Flauzino Mov. Negro Juiz de Fora, José Firme Vice Coordenador do FIPIR/MG(Formiga), Chefe de Gabinete do Dep.Federal  Reginaldo Lopes Jorge Luna, José Mauricio e Prof. Paulo  Secretaria Estadual de Combate ao Racismo do PT/MG, Rosemay Baeta PMDB Mulher, Joana Dárc Casa Pai Joaquim (Sabará),   dentre outas.












   Fotos Mônica Aguiar

Retrospectiva - Caratinga sai na frente e é destaque no estado pela realização do I Fórum de Igualdade Racial

Aconteceu nos dias 18 e 19 de novembro o I Fórum da Igualdade Racial do Município de Caratinga.
O evento foi  promovido pela Administração Municipal em parceria com o Centro Universitário de Caratinga e o COMPIR – Conselho Municipal de Igualdade Racial, foi realizado no auditório do UNEC e contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o prefeito de Caratinga, João Bosco Pessine, professor Antônio Fonseca, Reitor da Unec, a coordenadora geral do Centro de Referência de Cultura da Mulher Negra de Minas Gerais, Mônica Aguiar,  do religioso, Monsenhor Raul e da advogada conciliadora do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Michely Marques Vendraminy.
Durante o evento, pode assistir manisfetações  da cultura negra com suas  tradições através da capoeira, maculelê, do Grupo Afro São Benedito.
Várias palestras foram ministradas sobre Consciência Negra e Resistência de Cultura Políticas, Afirmativas em Cultura, Promoção da Igualdade e Inserção Social, Ações Afirmativas, Universidade e Educação Básica: Reflexões sobre a Lei 10.639/03, e exibição de vídeos institucionais.
O prefeito João Bosco apontou a importância do Fórum de Igualdade Racial, “que cumpre o papel de dialogar sobre a consciência negra e o combate ao racismo, estreitando laços entre a comunidade e o poder público. É a cultura afro-brasileira reconhecida e valorizada como riqueza e parte fundamental da cultura brasileira. Comemoramos nesse fim de semana os 316 anos da morte de Zumbi. E estamos fazendo nossa parte no que tange a busca pela igualdade racial. No próximo ano teremos o FUMPIR – Fundo Municipal de Igualdade Racial onde, através de projetos inscritos, vamos disseminar a cultura negra e indígena ainda mais em nossa cidade, acabando com preconceito e buscando a igualdade” afirmou.
A coordenadora geral do Centro de Referência de Cultura da Mulher Negra de Minas Gerais, Monica Aguiar, destacou a importância da realização desse Primeiro Fórum da Igualdade Racial em Caratinga. “Parabenizando ao prefeito João Bosco e toda a sua equipe por realizar um evento tão importante como esse. Caratinga é pioneira no Estado, e a única cidade a realizar, no ano internacional dos afrodescendentes, um evento direcionado a isso. Temos um grande passo pela frente e somente com ações como essas teremos um mundo mais justo e igualitário. Espero que essa ação seja copiada por vários municípios do estado”, comentou.
A palestrante, advogada do Tribunal de Justiça Minas Gerais, Michely Vendraminy, afirmou “Caratinga está de parabéns por promover o primeiro Fórum de Igualdade Racial. Isso é um marco histórico. A consciência negra é uma data que nós conclamamos a toda sociedade civil para que, juntos, possamos nos organizar. De fato, lutarmos pelos direitos não só dos negros, mas de todas as pessoas.

O secretário de Cultura, Juarez Gomes de Sá, “esse momento é um marco na cidade. Aqui, além de haver diversas apresentações da arte e cultura, promove-se um debate crítico sobre a necessidade de reconhecer com urgência a igualdade racial e o respeito a diferença. É um prazer para prefeitura realizar em parceria com a UNEC e ver aqui  tantas pessoas que fazem parte dos movimentos em Caratinga”, comentou.

O vereador João das Mudas, também presente no evento, destacou que “a criação da secretaria de Cultura, no início deste governo, deu o primeiro passo para o fortalecimento das políticas de igualdade racial. Em nível de estado somos os pioneiros. Vejo aqui presentes os grupos de movimento negro de Caratinga, Inhapim e Vargem alegre, que sempre estão em busca disso. Parabenizo a todos pela organização. Aqui, todos unidos buscamos a igualdade social entre os povos e etnias” destacou.

Para Imaculada Aparecida Silva, representante do movimento negro em Inhapim, “essa iniciativa da prefeitura de Caratinga, deve ser copiada por todos os municípios. Espero que Inhapim também siga esse exemplo. É uma maneira de fazer valer a lei de colocar nos currículos escolares a cultura negra e indígena. Esse fórum é importante e muito válido” disse.

A coordenação do evento esteve sob a responsabilidade,  da Coordenadoria da Promoção da Igualdade Racial  através da Sra. Paula Regina , que realizou o lançamento da Revista da historia da cultura negra de Caratinga no mes de dezembro em comemoração ao ano internacional dos afrodescendentes.

Fontes: caratinga.mg.gov.br / Blog do Jipão

Mulheres Africanas

Retrospectiva - Dia Nacional da Consciência Negra - 20 de Novembro de 2011


Retrospectiva - Universidades brasileiras iniciam cursos de graduação em Moçambique

As cidades de Maputo, Beira e Lichinga, em Moçambique, marcam esta retrospectiva lembrando  o início,  das aulas no dia 14 de março dos quatro primeiros cursos de graduação a distância da Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecidos na África.
A iniciativa foi do governo brasileiro e atende a um dos dispositivos do Acordo de Cooperação Cultural celebrado entre os dois países.
Ingressaram na formação 630 estudantes. A graduação em pedagogia e as licenciaturas de matemática e biologia têm 180 vagas por curso e administração pública, 90 vagas. Já o governo de Moçambique distribuiu as vagas de forma igualitária entre a capital, Maputo, e as cidades de Beira, que fica a 1.200 quilômetros de distância, e Lichinga, na região noroeste e a 2 mil quilômetros de Maputo.
Segundo o Ministério da Educação do Brasil, a graduação de professores e a qualificação de quadros técnicos do governo de Moçambique foram feitas pelas universidades federais de Juiz de Fora (UFJF), de Goiás (UFG), Fluminense (UFF) e do Rio de Janeiro (Unirio), filiadas à Universidade Aberta do Brasil e integrantes do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) do Ministério da Educação.

Retrospectiva -Municípios brasileiros poderão realizar projetos de cooperação com o Haiti e África

Imagem de Porto Príncipe, capital do Haiti, após o terremoto que assolou o país em janeiro de 2010. Foto: Ricardo Stuckert/Arquivo/PR.





O governo federal anunciou  no dia 13 de Abril  , em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), a abertura do “edital de convocação para projetos franco-brasileiros de cooperação descentralizada trilateral em benefício do Haiti e do Continente Africano”.
 O projeto prevê a  viabilização da participação de municípios brasileiros – preferencialmente com mais de 100 mil habitantes – e franceses com projetos de cooperação com o Haiti e a África, no valor máximo de US$ 200 mil, sendo metade de aporte do governo brasileiro e metade de incentivo do governo francês.
Tem como objetivo contribuir com os desafios de desenvolvimento e fortalecimento das políticas públicas do país mais pobre das Américas, o Haiti, assolado por um terremoto em 2010, e de países pobres do continente africano. A Subchefia de Assuntos Federativos (SAF) da Secretaria de Relações Institucionais (SRI) da Presidência da República é responsável por coordenar a ação do lado brasileiro. Para mais informações,  http://www.portalfederativo.gov.br/ 

Fonte : BLOG do Planalto   

Retrospectiva - Presidenta assina decreto que beneficiará 500 famílias do quilombo Brejo dos Crioulos


Foto: Roberto Stuckert Filho/PR


Presidenta Dilma Rousseff recebeu reresentantes do quilombo Brejo dos Crioulos
e assinou decreto que ajudará 500 famílias.


A presidenta Dilma Rousseff assinou, dia 29 de setembro, decreto que permitirá, para fins de interesse social, desapropriações de imóveis rurais abrangidos pelo território do quilombo Brejo dos Crioulos, situado nos municípios de São João da Ponte, Varzelandia e Verdelândia, em Minas Gerais.
Com as desapropriações, as famílias quilombolas receberão a posse das terras. O decreto foi assinado no Palácio do Planalto, na presença de representantes dos quilombolas .
“É com muito prazer que eu assino, pois é um ato de justiça com vocês. Espero que essa assinatura contribua para uma vida melhor para todos vocês”, afirmou a presidenta Dilma.
 O território previsto no decreto abrange uma área de 17.302 hectares, onde residem cerca de 500 famílias remanescentes de quilombos. A norma entrou em vigor a partir do dia (30/9), data em que foi publicado no Diário Oficial da União, e tendo  validade de dois anos.
Antiga reivindicação – O quilombola João Pinheiro de Abreu, líder comunitário em Brejo dos Crioulos, salientou que o decreto é o atendimento a uma antiga luta da comunidade. Ele afirmou que a assinatura é uma conquista para a população, que a partir de agora irá “monitorar e cobrar” a sua execução.
“Tenho que dizer para os meus companheiros nunca desistirem da luta, porque a gente tem um governo sério. Vamos levar daqui uma resposta boa ao nosso povo”, declarou.
Fonte : Blog do Planalto

Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20)

AVISO GERAL SOBRE AQUISIÇÕES E CONTRATAÇÕES


A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20), que acontece em junho de 2012 na Cidade do Rio de Janeiro, tem como objetivos principais assegurar um comprometimento político renovado para o desenvolvimento sustentável, avaliar o progresso feito até o momento e as lacunas que ainda existem na implementação dos resultados dos principais encontros sobre desenvolvimento sustentável realizados nos últimos 20 anos – desde a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco 92 ou Cúpula da Terra).

A Rio+20 tem também a missão de abordar os desafios emergentes do ponto de vista de dois eixos fundamentais: uma economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza; e o quadro institucional para o desenvolvimento sustentável tanto global quanto localmente.

Contexto

O progresso do desenvolvimento nos países mais pobres do mundo pode ser interrompido ou mesmo revertido até meados do século, caso não sejam tomadas medidas arrojadas para reduzir as variações climáticas, evitar mais danos ambientais e diminuir as desigualdades profundas existentes tanto dentro de cada nação quanto entre elas. A projeção está no Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH) 2011  do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O Relatório “Sustentabilidade e equidade: Um futuro melhor para todos” argumenta que a sustentabilidade ambiental pode ser mais justa e eficazmente alcançada se forem abordados temas como as disparidades em saúde, educação, renda e gênero, juntamente com a necessidade de uma ação global sobre a produção de energia e a proteção dos ecossistemas.

Apoio do PNUD à Rio+20

O PNUD está apoiando o Comitê Nacional de Organização (CNO) na organização e realização deste evento, que contará com uma participação estimada de 50 mil pessoas, incluindo chefes de estado, representantes de governos, sociedade civil e setor privado, em eventos oficiais e paralelos.

Para viabilizar processos logísticos e operacionais, o PNUD lançará, tanto nacional quanto internacionalmente, avisos de licitações públicas e de seleções de consultores, de acordo com as Normas e Diretrizes do PNUD, para contratação de obras, aquisições de bens e serviços, nas seguintes áreas:



  • Obras: projetos de arquitetura e acessibilidade, obras de infra-estrutura em geral;

  • Bens: aluguel de mobiliário, aquisição e aluguel de equipamentos, aluguel de veículos, infra-estrutura e acessibilidade ao evento;

  • Serviços: projetos de acessibilidade, inclusão social, cerimonial e apoio a autoridades, divulgação e mídias sociais, eventos culturais, gestão de contratos, imprensa e comunicação social, licitações e contratos, parcerias e captação de recursos, apoio a projetos de cooperação técnica internacional, receptivo e hotelaria, logística e infra-estrutura, alimentação e bebidas, intérprete e tradução, segurança, serviços gerais (limpeza, copa etc), motorista, tecnologias da informação e comunicação, transporte, especialistas em sustentabilidade, saúde e outros, caso seja necessário.

Pessoas físicas e jurídicas devem manifestar interesse por meio de cadastro no Banco de Dados do PNUD para a Rio+20 indicando a(s) área(s) em que possui experiência relevante.

As empresas e instituições que não apresentarem as qualificações necessárias isoladamente poderão manifestar o interesse de associação em consórcio para fins de cadastro no portal indicado acima. Neste caso, devem constar no registro os dados da empresa líder do consórcio. O objetivo deste recurso é permitir o cumprimento das exigências mínimas propostas do edital e, ao mesmo tempo, possibilitar a estas empresas e instituições a oportunidade de oferecer suas qualificações para as tarefas propostas.

As candidaturas de pessoas, empresas e instituições que já trabalham com conceitos de compras sustentáveis, acessibilidade, energias renováveis e uso inteligente de papel (paper-smart office) são fortemente incentivadas.

IMPORTANTE!
O cadastro na área de interesse (pessoa física e jurídica) não implica, necessariamente, a convocação e a contratação dos serviços oferecidos. Os contatos serão feitos de acordo com as demandas que surgirem. O objetivo deste Banco de Dados do PNUD para a Rio+20 é potencializar a busca e a identificação de instituições, empresas e pessoas com qualificações necessárias para contribuir na realização da Conferência.

O PNUD está empenhado em garantir a diversidade da força de trabalho em termos de nacionalidade, gênero e cultura. Os indivíduos pertencentes a grupos minoritários, grupos indígenas e pessoas com deficiência são igualmente incentivados a se candidatar. Todas as candidaturas serão tratadas com sigilo.

Para informações adicionais, entre em contato:

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD
A/C: Projeto Rio+20 – PNUD
Endereço: EQSW 103/104, Lote 01, Bloco D - Setor Sudoeste - CEP: 70670-350, Brasília/DF, Brasil
Tel: + 55 61 3038-9300 Fax: + 55 61 3038-9010
Correio Eletrônico: cadastro.rio20@undp.org 
Cadastro: http://www.undp.org.br/Rio20

Fonte : UNIFEM